quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Mudança

Logo no retorno do TSE marcada para o mês de fevereiro, será apreciado o processo na qual pede a cassação do vereador Irmão Carlos que teve seu registro impugnado por não ter suas contas aprovadas, quando dirigia a presidencia da Camara do município de Açailandia. Ele está no cargo por força de uma liminar e dependendo do que a justiça eleitoral decidir, se anular os votos, assume o suplente Ancelmo, caso mantenha os votos, a vereadora será A|rlete Cutrim. Como nestes casos, a corte vem anulando os votos, tudo indica que Ancelmo é que ocupará a vaga e Irmão Carlos vai brigar para ser deputado estadual e por enquanto secretário de Ildemar Gonçalves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário