domingo, 8 de fevereiro de 2009

Portela

Portela
A Secretaria de Comunicação Social enviou nota ontem informando que o cachê pago pelo Estado para apresentação da Escola de Samba Portela, do Rio de Janeiro, em Imperatriz e São Luís é de R$ 15 mil, por apresentação, e não de R$ 1 ,5 milhão, conforme as primeiras noticias dadas pela imprensa da capital. Aqui em Imperatriz ainda não se tem qualquer informação da vinda da escola de samba carioca a cidade e pensando acho que este investimento deveria ser aplicado para a fomentação ao carnaval e aos blocos ou quem sabe o retorno as escolas de samba de Imperatriz, que sumiram por falta de patrocinio.
E mais este seria facilmente coberto por bilheteria e patrocínio de bebidas e outros tipos de empresas, dispensando o Estado, que tem tantas atribuições mais importantes e urgentes para solucionar, de se envolver nesse tipo de evento, de característica privada, mas, explicado o valor, fica a dúvida agora se a escola carioca, que estava com cachê superdimensionado, não ficou com valor reduzido demais, bem abaixo do que irá receber. É tem muita coisa por trás desta apresentação.

3 comentários:

  1. "dispensando o Estado, que tem tantas atribuições mais importantes e urgentes para solucionar, de se envolver nesse tipo de evento, de característica privada,"
    Será que você teceu esse mesmo comentário quando o grande líder deu dinheiro da prefeitura para o time da cidade??
    Se o fez está de parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Essa conversa é muito estranha. Escola do Rio aqui, nessa época, por 15 mil?
    Sé se eles mandarem uns 20 passistas.
    Fiquemos de olho, isso precisa ser esclarecido.
    Como eles gostam de torrar dinheiro. Será mais "ação" daquela moça filha do Aziz?
    Investiguemos.
    Abraço, Willian.

    Isnande Barros.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com vc Willian. Ano passado, seu Elson Araujo deitava e rolava no programa q ele apresentava na TV Band, criticando o carnaval realizado pelo então prefeito Ildon. Na tevê, ele dizia q Imperatriz no passado era isso, era aquilo, etc... e que naquele ano (2008), o carnaval seria um fíasco.
    Bem diferente ao que Élson proferiu em fevereiro de 2008, o carnaval foi um sucesso, mesmo sem nehuma ajuda do Governo do Estado, que realizou um carnaval (de mulecagem) paralelo. Não tivemos nehhum incidente registrado, tanto no cortedor Beira - Rio e na Pça da Cultura.
    Agora, com todo dinheiro do Governo do Maranhão (não é pouca coisa não), a prefeitura de Imperatriz anuncia Bateria da Portela. Dê licença!
    Imperatriz cresceu e sua "cultura de carnaval", não aceita este tipo de "manisfestção cultural". Concordo com Willian, que esse dinheiro poderia ser utilizado no fomento do carnaval ou mesmo, para apresentação das escolas de samba, que no Governo Fiquene, tinham incentivos e atraiam milhares de pessoas a passarela do samba, instalada na Cel. Manoel Bandeira ou mesmo na Simplício Moreira, próximo a Rui Barbosa.
    MAs, esse é o carnaval da mudança... Falara é fácil, difícil é realizar. Na verdade, tem muita gente "traquina", querendo mesmo é o dinheiro do governo do estado. Essas táis jardineiras, é brincadeira. Dá esse dinheiro pra uma banda local, seria bem mais útil...
    Assim é o governo da mudança. É a vez do povo... deles!
    Valew Willian!

    ResponderExcluir