sábado, 11 de abril de 2009

Cem Dias

O prefeito Sebastião Madeira, completou neste feriadão exatamente 100 dias no comando da segunda maior cidade do Maranhão. Este blog e a imprensa em geral, assim como a população, deram exatamente este prazo de arrumação da casa para começar a cobrar as ações do governo municipal. Até agora, Madeira está devendo a uma cidade que, como dizia seu mote de campanha, "Governo de Mudanças”.
Nestes mais de três meses de governo faltaram notícias e ações de impacto na área de infra-esrutura, trânsito e urbanização, principalmente. A buraqueira de ruas e avenidas, a destruição da malha viária em todos os bairros - ricos e pobres - e o trânsito mal organizado formam a base do “calcanhar-de-aquiles” da administração. E as ações para corrigi-las não surtiram qualquer efeito.
Sofrendo há mais de 20 anos com os alagamentos causados pelas enchentes provocadas pela falta de drenagem ruas como a Dorgival Pinheiro, entre Amazonas e Pará, continua dando dores de cabela, a camada asfaltica velha são os símbolos do caos a que está submetida Imperatriz período de chuvas.
Mas o prefeito prometeu resolver o problema desde o início do seu governo. Foi apenas resposta-padrão à pressão dos moradores ou a obra vai mesmo ser iniciada imediatamente?
É legítima a decisão dos moradores, de rasgar ruas impedindo o trânsito na área até que se resolva definitivamente o problema das enchentes invadindo suas casas.
A justificativa das chuvas é válida, mas não pode se transformar em paradigma: vai-se viver eternamente neste ciclo de se construir no período de sol para ser detruído no período de chuvas? Não se pode fazer uma obra que enfrente com qualidade as chuvas de verão?
Sem falar no problema da saúde, que vem sendo a dor de cabeça da administração da mudança e que parece não ter fim. Vem se arrastando e nada está decidido, quem sofre são os pacientes que precisam do atendimento e nada. Este é o balanço dos primeiros 100 dias. Ou tem algo mais que não se conseguiu ver. Parece que não, pois, não houve absolutamente nada para comemorar estes cem primeiros dias do governo da Mudança, que deverá ficar mais alguns dias ou meses para finalmente dar uma resposta sobre o que mudou. Por enquanto, continua no mesmo de campanha, o prefeito tem que ter a consciência de que chegou a sua vez de fazer algo por Imperatriz, pois este foi o seu desejo nestes tantos e tantos anos em que disputou a prefeitura.

Um comentário:

  1. ... é, na época do Ildon era diferente.

    nunca vi uma linha nem aqui, nem na coluna.

    pq será?

    só pra lembrar: o governo é de 48 meses.

    deixa o "homi" governar, rapa!

    ResponderExcluir