quinta-feira, 2 de abril de 2009

jornalista

Que bom. Mais uma prova inconteste que os jornalistas provisórios ou precaros são competentes e merecem ocupar espaços. Na nova diretoria da Associação Maranhense de Imprensa(deveria ser apenas de São Luis, pois não chega ao resto do estado), consta o nome do bom escritor, redator e editor Adalberto Franklin que a exemplo de tantos outros que militam por estas bandas não foi formado no banco da universidade mais sim na escola da vida.
Logo, esta entidade que congrega apenas jornalistas de São Luis, dai a minha observação que serve para outros organismos que imaginam o estado apenas ao limite da Ponte dos Mosquitos e e por isso toda entidade é do Maranhão, quando não ultrapassam este limite, que defende a aprovação da lei para que a profissão seja exercida apenas por jornalistas com "diproma".
Valeu Adalberto, voce está nos honrando e mostrando que podemos e devemos trabalhar sem qualquer descriminação.

Um comentário:

  1. Realmente, valeu o registro. Adalberto é figura humana que engrandece nossa cidade.

    ResponderExcluir