terça-feira, 16 de junho de 2009

Briga

Sem entrar na discussão entre os radialistas Jean Ricardo e Jerry Alves,por entender que cada um deve sim, defender seu ponto de vista, claro, sem ofender, eis aí,o texto de toda a celeuma criada e que vai longe.
Leia e diga se tem razão para confusão.


NEIL ARMSTRONG É IMPERATRIZENSE

Estou negociando através de contatos, uma nave com a NASA, a Agência Espacial Americana. Fiz os primeiros testes. De preferência, estou pedindo uma Apollo 11,estilo a de Neil Armstrong. “ Um pequeno passo para mim,mas um grande salto para os pneus do carro”. Estou tomando cuidado para a nave não ser de madeira. Madeira não decola. Nem serviria para os Ribeirinhos.Que precisam hoje de cimento, tijolos,colchão, comida. Mas principalmente, de ajuda acima do materialismo. Sou o Neil Armstrong de Imperatriz. Morro de medo de cupins. Eu e os Ribeirinhos.
Fora a “Luatiz”, segunda maior cidade do Maranhão,a minha casa está cheia de buracos.Está em reforma. Eu me incomodei de levar meus objetos pessoais para o quarto que está pronto.Suado, levei tudo nas costas. Sou um Neil Armstrong com frescura. Os Ribeirinhos nem foram avisados que deveriam se mudar por uma reforma da natureza.Ninguém avisou nada. Luatiz e parte do Maranhão, sofrem por uma onda de turbulências naturais jamais vistas. Quando o Sol aparece, dá bom dia e vai embora. Chove como nunca. E eu me incomodei de levar minhas coisas para outro quarto. Lembrei dos Ribeirinhos. Lembrem dos Ribeirinhos. Temos que ajudá-los,depois, agradecermos. É bom a guerreira saber nadar. A natureza não está para brincadeira. Passou de lago para enchente.
O medíocre, é pensar: Ah,não tenho culpa, eles que moram lá. Claro, não tem culpa não. Mas tem obrigação de ajudar. A situação é problemática. Fazemos parte disto.São nossos irmãos, são pessoas que moram na mesma cidade. Luatiz e eles precisam da gente. Se esta tragédia não for revertida no Maranhão inteiro, será uma festa. A alegria estará solta. Ano que vem, as eleições voltam. Os políticos comemoram. E comentam: “Os votozinhos estão à beira do rio.Vamos pescar”. Os pescadores de votos vão aonde há o cardume. Que os que lutam pela reeleição sejam inteligentes e façam logo um trabalho de fixação no poder, que resulte numa eventual ajuda aos Ribeirinhos e ao povo desolado do Maranhão. Que se reelejam. Mas que ajudem, porque tem recursos para isso. Deixem por um instante de viajar para Paris, Londres, EUA e finjam que estão desviando uma graninha pra nós. Reeleição garantida. As crateras agradecerão e os Ribeirinhos também.
A cidade está padecendo. Está ridícula. Uma desculpa ótima são as chuvas. Certo. Chove e muito. Como nunca aconteceu conosco. Mas o povo que está se afogando,não sabe disso. Sabem que para ver TV, estão sentados num sofá que bóia. Seus filhos, brincam de marinheiro, porque para jogar bola, só sendo futebol aquático. Precisamos ajudar. Se a nave de madeira não decolou ainda, cabe a nós fazermos algo. Doe, procure quem está por trás desta situação. A politicagem só dá uma voltinha por lá. Lula sobrevoou de helicóptero o Maranhão. Disse que pra cá, R$ 50 milhões iria soltar. Certo. Obrigado presidente. Mas que tal molhar os pés nesta água, como molha as mãos no petróleo? Ficaria legal a foto com os pés no rio, assim como as mãos no petróleo.
Ribeirinhos, arrumem as malas. Estou conseguindo a réplica da Apollo 11. “Bairro Juçara, estamos prontos para decolar”. 10,9,8,7,6,5,4,3,2,1.
Fui.

Phelippe Duarte
Universitário e cronista

www.phelippeduarte.zip.net phelippeduarte@yahoo.com.br

Um comentário: