quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Inegibilidade de Jackson e Cia

O Tribunal Regional Eleitoral vai julgar  nesta quinta-feira uma Ação de Investigação Eleitoral que pede a declaração de inelegibilidade de três anos para os ex-governadores Joe Reinaldo Tavares (PSB) e Jackson Lago (PDT).
A ação foi movida em 2007 pela coligação “Maranhão- A Força do Povo”, que teve a atual governadora Roseana Sarney (PMDB) como candidata.
O processo começou a ser julgado na terça-feira, no TRE, mas foi adiado por causa da ausência de um dos advogados.
Além de Tavares e Lago, oito pessoas são processadas na ação, incluindo o atual prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB), e o ex-vice-governador Luiz Carlos Porto.
Também aparecem na ação os ex-deputados Wagner Lago, Rubem Brito, Luiz Pedro e Wilson Carvalho (todos do PDT), além da deputada Gardeninha Castelo (PSDB).
 Foi o advogado de Carvalho o ausente da sessão.
A coligação roseanista acusa os dois ex-governadores e os demais acusados de crimes eleitorais na campanha de 2006.
São os mesmos crimes que levaram à cassação de Jackson Lago pelo TSE, em abril do ano passado.
Na ação, é pedida a suspensão dos direitos políticos apenas de Jackson, José Reinaldo e Luiz Porto.
Os demais são considerados apenas participantes do esquema…Saindo decisão desfavorável ao trio, as coisas irão ficar mais complicadas para eles retornarem ao poder.

2 comentários:

  1. rapaz quem deve ser inelegivel é o weverton Rocha

    ResponderExcluir
  2. isso retrata o medo da concorrencia, deixando claro o monopolio politico que eles querem(os sarneys), fazem de tudo para nao terem cadidatos forte e mesmo assim quando perdem - alias nunca ganharam uma eleiçao justa no maranhao - tomam daqueles que o povo os deu de direito. gostaria que postasse este comentario.

    ResponderExcluir