domingo, 12 de setembro de 2010

Se ainda tinham dúvidas.....

A vice-procuradora geral eleitoral Sandra Cureau, que havia dado parecer favorável à cassação da governadora Roseana Sarney (PMDB) no TSE, não recorreu da decisão monocrática do ministro Hamilton Carvalhido que deferiu o registro da peemedebista.
Ou seja, a vice-procuradora concordou com a decisão de Carvalhido. Deve ter percebido que havia embarcado no factóide criado pelo ex-chefe da Casa Civil Aderson Lago (PSDB).
Agora Aderson “embala” sozinho o processo que tem levado seu filho, o advogado Rodrigo Lago, a passar constrangimentos nas Cortes Eleitorais onde tenta defender a tese.
A tramitação processual mostrando que no último dia 8 acabou o prazo para o Ministério Público recorrer da decisão e Sandra Cureau resolveu deixar Aderson falando sozinho no processo, basta acessar o site do TSE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário