sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Se arrependimento matasse...

Amigo, amiga.

Em 2006 eu admirava uma verdadeira muralha: era o doutor Jackson, Zé Reinaldo (desbravando a oligarquia), Vidigal, Aderson Lago e o novo Flávio Dino, de braços dados com João Castelo.
Quatro anos foram necessários para que eu pudesse observar como é fraca a argamassa dessa muralha.
A Frente que tanto defendi parece ter um novo mártir. Mas acho que a moda não pegou ainda e tenho minhas dúvidas se vai pegar. A onda vermelha do Flávio Dino parece ter engolido a proposta do novo. Concordo que precisamos renovar essa política maranhense, porém como fazer iso com alguém que tem Zé Reinaldo como companheiro de luta?
Em São Luís, o hit "é 12, é 12" parece conta de mentiroso com sua nova-velha melodia do "agora é 65".

Nenhum comentário:

Postar um comentário