domingo, 21 de agosto de 2011

Municipios tem recursos da Saude Suspensos

Seis municípios da região tiveram os recursos do Piso da Atenção Básica variável (PAB-variável) suspensos no dia 11 de agosto.




O recurso se refere ao incentivo federal de custeio das equipes da saúde da família, da saúde bucal e dos agentes comunitários de saúde.A suspensão foi causada por irregularidades cadastrais dos profissionais no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES), como a duplicidade de informações.



Só neste ano, essa é a terceira vez que o Ministério da Saúde suspende os repasses, mesmo conhecendo a dificuldade de contratação e fixação de profissionais de saúde, principalmente médicos, nos municípios de pequeno porte. Até abril quase 1.500 municípios estavam com recursos financeiros suspensos em todo o país. O que representa prejuízo superior a R$ 18 milhões/mês.



O cancelamento dos repasses causa diversos problemas, como o atraso no pagamento das remunerações dos profissionais, o cancelamento dos programas e a demissão dos profissionais, o ônus a gestão municipal com as contratações e manutenção dos programas e até a desassistência dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).



Confira abaixo a relação dos municípios que tiveram os recursos suspensos:



1. Açailândia

2. Campestre do Maranhão

3. Carolina

4. João Lisboa

5- São João do Paraíso

6. São Pedro dos Crentes



Nenhum comentário:

Postar um comentário