sábado, 10 de dezembro de 2011

Léo Cunha acompanhará operação que visa evitar desastre ambiental na Baía de São Marcos.

Preocupado com a ameaça de um possível desastre ambiental na Baía de São Marcos, em São Luis, devido a rachaduras no casco do navio cargueiro Beijing, o deputado Léo Cunha (PSC), presidente da Comissão do Meio Ambiente da Assembléia, já esta se articulando com os demais membros da comissão para acompanhar junto com o IBAMA e a SEMA todas as medidas que estão sendo tomadas a fim de evitar que a poluição ocorra.

A embarcação Vale Beijing que é um dos maiores navios cargueiros do mundo, apresenta duas rachaduras, o que comprometeu seu equilíbrio e proporcionou que sua parte traseira afundasse, ameaçando que o cargueiro se rachasse ao meio e jogasse toda a carga de minério, 260mil toneladas no mar, ocasionando um acidente ambiental sem precedentes no Maranhão.

Inicialmente a embarcação estava ancorada no terminal marítimo da Ponta da Madeira, de propriedade da Vale, onde estava sendo carregada de minério para posteriormente seguir rumo a Holanda. Logo depois de detectado o risco de afundamento, o cargueiro foi rebocado para uma área mais profunda, na Baía da São Marcos, onde deverá receber reparos.

Léo Cunha explicou que uma vez lançado ao mar, o Minério causaria a destruição de vários ecossistemas da Baía de São Marcos, o que, segundo ele, seria uma verdadeira “tragédia ambiental.” Por isso, logo que tomou conhecimento da situação, o deputado imediatamente articulou-se para acompanhar todas as medidas que estão sendo tomadas pelas empresas responsáveis pela embarcação, como forma de garantir que os envolvidos não poupem esforços para evitar um desastre ambiental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário