quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Unidade Maranhão da Suzano Papel e Celulose caminha a passos largos e no cronograma previsto

A unidade industrial do Maranhão conta com garantia de suprimento de madeira, tem à disposição uma excelente malha logística para escoar o produto, contratou um time de fornecedores de primeira linha, além de uma equipe de profissionais capacitados e experientes na construções de fábricas de grande dimensões.

Ao final de 2013, o Maranhão terá uma das mais modernas fábricas de celulose do mundo com capacidade de produção de 1,5 milhão de toneladas/ano de celulose para exportação, totalmente autossuficiente em energia e que terá gerado mais de 15 mil empregos. Esta será a mais nova unidade da Suzano Papel e Celulose, a ser instalada na cidade de Imperatriz.

Desde 2008, a empresa já tem preparado a base florestal necessária para o funcionamento da planta industrial. O suprimento de madeira virá de plantios próprios, do Programa Vale Florestar e de outros produtores locais através do Programa de Parceria Florestal. Todo o conhecimento e sua longa experiência em tecnologia florestal, garantindo um portfólio genético apropriado para diferentes regiões, investimentos em pesquisas de novas tecnologias, aliados a um modelo de manejo sustentável e eficiente, têm viabilizado o cultivo de eucalipto na região tocantina, respeitando as condições ambientais, sociais e econômicas locais.

Em paralelo à preparação florestal, as obras da planta industrial foram iniciadas em abril de 2011 e seguem rigorosamente no prazo. Toda a superfície de 180 hectares está sendo preparada para o inicio da construção da fábrica e, na primeira fase da obra, a terraplenagem, já foram movimentados aproximadamente 13 milhões de m³ de terra entre corte e aterro, o que significa 32 mil viagens de caminhão por semana.

A terraplenagem já está no fim e já foi iniciado o estaqueamento. Esta é a fase onde são colocadas as vigas ou estacas que dão base à sustentação de uma parte importante da fábrica, as caldeiras. Mais de 300 estacas já foram colocadas no site e ao todo, serão 1.100 estacas de 80 centímetros de diâmetro por 12 metros de comprimento que servirão de base para a construção das caldeiras.

A tecnologia utilizada é a mais avançada disponível e a parceria com empresas renomadas garante uma expansão eficiente. Dentre os parceiros já contratados temos a fabricante de equipamentos sueco-filandesa Metso, que será responsável por todas as ilhas de processos; a alemã Siemens, responsável pelo projeto e fabricação dos turbo-geradores, que resultarão no abastecimento da fábrica e num excedente de capacidade de energia de 100MW e a empresa finlandesa de engenharia Pöyry, responsável pelo projeto e pelo gerenciamento de parte da obra.

A grandiosidade do projeto também é traduzida pelos números de pessoas envolvidas nele. Atualmente estão envolvidas aproximadamente 1800 pessoas na construção da fábrica, sendo mais de 78% da região tocantina. Para o pico da construção, serão mais de 7000 profissionais e quando iniciarmos as operações, no quarto trimestre de 2013, serão mais de 3500 trabalhando nas frentes industrial e florestal da empresa.

Preparando futuros profissionais para as funções na planta de Imperatriz, a Suzano oferece o Programa de Formação de Pessoas, que iniciou suas atividades com o curso técnico em Celulose e Papel. Aproximadamente 230 pessoas estão se formando e se preparando para participar dos processos seletivos da empresa, na região.

Outra iniciativa que qualifica a população da região para as obras da Unidade industrial em Imperatriz e ainda para o mercado de trabalho local é o Capacitar, Programa de Capacitação de Pessoas nas áreas de Construção Civil e Montagem Industrial, que em parceria com o Governo, outras empresas e entidades locais, oferece aulas gratuitas e acontece em 5 municípios maranhenses, integrando vários setores da sociedade em prol de uma única causa. Hoje, já são mais de 1.500 alunos formados e 1.100 em sala de aula, dos mais de 6.000 profissionais que deverão ser formados.

Tudo está em sintonia para fazer uma das mais modernas e grandiosas fábricas de celulose do mundo , que irá colaborar para transformar uma região e ajudar no desenvolvimento do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário