segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Estudo revela que o Brasil é o 2º mais desigual do G20

O país ficou atrás apenas da África do Sul, mas combate à pobreza é elogiado

O Brasil é o segundo país com maior desigualdade social dentro do G20. É o que revela a pesquisa da Oxfam feita em todos os países que fazem parte do grupo. O estudo traduzido com a pergunta “Deixados para trás pelo G20?” mostra que apenas a África do Sul ficou na frente do Brasil, no que diz respeito a diferenças sociais entre os habitantes. Os dados da Oxfam revelam, ainda, que além de Brasil e África do Sul, México, Rússia, Argentina, China e Turquia também registraram resultados negativos. Já entre as nações com maior igualdade destacam-se: França, Alemanha, Canadá, Itália e Austrália. Mas, apesar de estar entre os últimos colocados, o Brasil é mencionado pela pesquisa como um dos países onde o combate à pobreza foi mais eficaz nos últimos anos. Segundo a Oxfam, doze milhões de brasileiros saíram da pobreza absoluta entre 1999 e 2009. Além disso, registrou queda na desigualdade medida pelo coeficiente Gini, caindo de zero vírgula cinquenta e dois para zero vírgula quarenta e sete. O índice é medido por uma escala de zero, que significa o mínimo de desigualdade, a um, que é o máximo. O levantamento prevê, ainda, que se a economia do Brasil crescer três vírgula seis por cento em 2012 e acima de quatro por cento nos próximos anos, como espera o FMI, o número de pessoas pobres pode cair em quase dois terços até 2020, com cinco milhões de pessoas a menos na linha de pobreza absoluta.
Reportagem, Juliana Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário