domingo, 22 de janeiro de 2012

Irmão de Valmir Moreis do PT acusado de encomendar morte de um fazendeiro

Vítima seria o pecuarista Jorge Nei Araújo Neres, morador na fazenda Novo Acordo na cidade de Campestre. Jorge Neri teria dado apoio a um mendigo de nome Adeildon Bertoldo da Silva que posteriormente passou a trabalhar em sua propriedade. No inicio do mês de janeiro desse ano, Jorge Neri viajou com a família para Marabá-Pa deixando Adeildon vigiando a casa da fazenda. Adeildon Bertoldo, segundo a polícia, e de acordo com depoimento dado na Delegacia de Porto Franco, já cumpriu pena de oito anos e seis meses de reclusão em regime fechado por ter matado uma pessoa a facadas na cidade de Surubim - PE
Bertoldo disse na Delegacia que recebeu proposta de R$: 15 mil reais para matar o pecuarista Jorge Neri. Ele já havia dito isso ao pecuarista que procurou a policia para ouvir Adeildon e registrar um Termo Circunstancial de Ocorrencia-TCO. Em depoimento ao delegado Antonio Luís, Adeildon Bertoldo afirmou que foi Valdenir Morais Lima, que está construindo um hotel nas proximidades da casa de Jorge Nery quem fez a proposta de pagar R$ 15 mil para ele matar o pecuarista. Valdemir Morais é irmão, sócio do pré-candidato a prefeito de Campestre Valmir Moraes–PT. Também na Delegacia, Valdenir negou as acusações.
O TCO já foi encaminhando à Justiça e uma audiência de acareação está marcada para acontecer em março, onde acusado e denunciante vão ficar mais uma vez frente a frente, só que desta vez na presença de um juiz. Se for provado que Valdenir Morais tentou contratar Bertoldo para matar o pecuarista ele pode ser condenado a um ano e três meses de reclusão ou pagamento de multa.
O fato está ganhando proporções na cidade e causando efeito negativo contra a intenção do irmão do acusado que está trabalhando para entrar na disputa pela sucessão municipal. Se ficarem comprovadas as acusações vai ser muito difícil para Valmir Moraes, PT participar de campanha eleitoral pelo fato de o irmão de quem é sócio está envolvido em tentativa de crime de pistolagem.
A reportagem ouviu o pecuarista Jorge Neri, ele disse que no dia em que Adeildon Bertoldo foi liberado da Delegacia de Porto Franco, teria recebido um telefonema de outro irmão de Valdenir, Ademir Morais informando a Jorge que o mesmo ficasse de cuidado porque o homem que disse ter recebido proposta para matá-lo já estava solto e teria sido visto por ele na estrada entre Porto Franco e Campestre. Até hoje ninguém mais viu Adeildon e nem sabe onde ele está. A Polícia Civil informou que só o liberou porque não existe contra ele nenhum mandado de prisão e por ele ser apenas testemunha do fato, segundo consta no TCO feito pela Policia Civil.
Ainda segundo o que a reportagem apurou nas cidades de Porto Franco e em Campestre, existem muitos comentários que os irmãos do PT como são chamados Valmir, Valdenir e Ademir Morais, teriam influenciado na liberação do homem que disse ter sido contratado para matar Jorge Neri, com a intenção de vê-lo fora da cadeia para que o mesmo não conseguisse retornar no dia da audiência no fórum.

Um comentário:

  1. Vejam bem quem realmente deve para a justiça. Estão desesperados não é? Quem foi preso pela Polícia Federal Foi o Irmão de MARCONDES RIBEIRO o ex-prefeito de São João do Paraiso-MA José Aldo Ribeiro, acusado de inúmeros crimes, dentre eles desvio de dinheiro público e formação de quadrilha.

    A oposição sufocada com a real possibilidade de começar a campanha já em larga desvantagem, começa a jogar sujo,tentando inverter a situação. Nós não temos medo, afinal, "quem não deve não teme!" Nós resolvemos nossos problemas é na Justiça, quando eles existem.
    Quer saber mais informações, acesse uma das fontes:
    http://www.fmnativa.com.br/noticia.php?id=789

    ResponderExcluir