segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

O PT finalmente acordou.

Depois de hibernar por longo período, as principais lideranças do Partido dos Trabalhadores em Imperatriz acordaram. Jomar Fernandes, Teresinha Fernandes, Expedito Barroso e Adalberto Franklin despertaram do pesadelo que o partido estava vivendo e que dificilmente retomaria o caminho de volta.
Os quatro e mais alguns decidiram voltar aos velhos tempos em que a sigla entrava nas eleições municipais para marcar espaço e viabilizar projetos políticos futuros.
Viram que não adianta fazer coligação com outros partidos, apenas por fazer e muito menos com o PC do B, que não tem nada a oferecer em termo de eleição local. Tem um pré candidato sem ideoligia partidária e que na verdade estará apenas fazendo o que sempre fizeram os pestistas marcando terreno.
Sabem que ficando fora da eleição deste ano, estará comprometido o futuro da legenda para os próximos quatro anos, quando praticamente não se terá mais nas campanhas como candidatos os atuais lideres, Madeira e Ildon e os espaços estarão maior.
Por isso, estão fazendo o correto em lançar candidato próprio a prefeito e buscar aliados de confiança para no segundo momento, massificar o nome petista para daqui a quatro anos, caso não consigam eleger o candidato, contudo, manterá acesso o projeto de ocupar espaços.
Isso é o que se pode chamar de tiro certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário