quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Pílulas do Direito Imobiliário

Investimento

As pessoas físicas têm investido em imóveis, ainda mais com um benefício tributário, o quer tem feito com que os instrumentos financeiros que tenham como lastro ativos imobiliários chamem cada vez mais a atenção dos investidores. A pessoa física que investe em certificados de recebíveis imobiliários (CRI) ou em quotas de fundos de investimento imobiliário (FII) é isenta do Imposto de Renda, o que tem elevado a demanda desses papéis entre os investidores de alta renda. Essas vantagens estão fazendo com que o título imobiliário caia no gosto do investidor. (Fonte: Brasil Econômico).

Crescimento

Setor imobiliário brasileiro deve continuar a crescer mesmo com crise na Europa. Essa é a avaliação de Romeu Chap Chap, do Secovi-SP, para quem os recursos disponíveis para financiamento são 20% maiores em 2012 e demanda por imóveis ainda é alta. A turbulência econômica na Europa, apesar da sua dimensão, não deverá afetar o ritmo de crescimento do mercado imobiliário brasileiro em 2012. (Fonte: PINIweb).

Fundos Imobiliários

Com cada vez mais opções disponíveis de fundos imobiliários, muitos investidores ficam na dúvida em relação à melhor escolha: investir diretamente em imóveis ou aplicar por meio desses fundos? Existem algumas vantagens em investimentos em fundos imobiliários comparados à compra de imóveis. (Fonte: InfoMoney).

Mercado imobiliário espera crescimento moderado em 2012

Mesmo com expectativas mais contidas para a economia neste ano, corretores e líderes de entidades do ramo imobiliário creem em expansão, incluindo a cidade de São Paulo, maior mercado do País. Uma das justificativas, segundo eles, é o ainda considerável déficit habitacional. (Fonte: O Estado de S. Paulo)

Brasil vira 2º melhor mercado imobiliário

O boom de construções no Brasil passa a ser a principal novidade no mercado imobiliário mundial e o País se transformará em 2012 no segundo lugar mais atraente para investidores estrangeiros, superando a China e toda a Europa. Uma pesquisa publicada ontem pela Associação de Investidores Estrangeiros no Setor Imobiliário (Afire, sigla em inglês), apontou ainda São Paulo como a quarta cidade mais atraente para aplicações em imóveis entre as grandes metrópoles internacionais no ano. ( O Estado de S. Paulo)

* Rodrigo Cury Bicalho é advogado especializado em Direito imobiliário, formado pela Universidade de São Paulo – USP – Largo de São Francisco em 1990. Integra o Conselho Jurídico do Sindicato das Empresas de Compra, Venda e Administração de Imóveis de São Paulo - Secovi/SP; é Coordenador Geral e Professor do Curso de Especialização em Direito Imobiliário Empresarial do Secovi/SP; Professor de Direito Imobiliário do Curso de Pós-Graduação MBA da Escola Politécnica da USP - “Tecnologia e Gestão na Construção Civil.
* Luciano Mollica é advogado especializado em Direito Imobiliário, Formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo - USP - Largo de São Francisco em 1999; Mestre em Direito Processual Civil, pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo – USP; Doutor em Direito Processual Civil, pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário