terça-feira, 6 de março de 2012

Economia brasileira cresce 2,7% em 2011, afirma IBGE

Em valores reais, PIB chegou a R$ 4,143 trilhões.

A economia brasileira cresceu dois vírgula sete por cento, em 2011. Os dados foram divulgados, nesta terça-feira, pelo IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Em valores reais, a soma de todas as riquezas produzidas no País, no ano passado, chegou a quatro trilhões e cento e quarenta e três bilhões de reais, e o PIB per capita ficou em vinte e um mil duzentos cinquenta e dois reais. O levantamento também mostra o crescimento nos setores de agronomia, de três vírgula nove por cento; serviços, dois vírgula sete por cento; e na indústria, um vírgula seis por cento. Para os analistas do IBGE, o aumento de produção de diferentes culturas e os ganhos de produtividade influenciaram a expansão do setor agropecuário. Ainda de acordo com os dados, a despesa de consumo das famílias cresceu quatro vírgula um por cento – o oitavo ano seguido de alta. A despesa de consumo da administração pública subiu um vírgula nove por cento. A previsão do mercado financeiro, divulgada nesta segunda-feira, por meio do boletim Focus, do Banco Central, era de que o PIB teria uma expansão de dois vírgula oitenta e dois por cento. Já a expectativa do Banco Central, que divulga a "prévia do PIB", apontava para um crescimento de dois vírgula setenta e nove por cento. Em fevereiro, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que esperava uma alta de três por cento para o PIB de 2011 - com uma aceleração do crescimento no quarto trimestre do ano. Isso porque, de acordo com os dados do IBGE, a economia ficou estacionada de julho a setembro, com crescimento zero.
Reportagem, Juliana Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário