quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Para pregar ou para discursar? Quem banca as viagens politicas do Pr. Cavalcante?

Para pregar ou para discursar? Quem banca as viagens politicas do Pr. Cavalcante?

Cavalcante - Presente: Tenente e Capelão da PM
O que menos se deve acreditar é que os recursos das viagens politicas do pastor sejam feitas pelo templo.
Não é de impressionar a alta exposição que o chefe de uma determinada denominação, o pr. José Cavalcante, tem impetrado no projeto pessoal de chegar ao poder...

Só deveria se descompatibilizar (se for este o termo na igreja) para investir na intensa busca do seu sonho de ser politico. 

Pr. Cavalcante já tentou por outras vezes tal projeção, chegando a lançar-se candidato a Deputado, e em outra oportunidade a pré-candidatura a prefeito de Açailândia - Mas seu projeto pessoal deve mesmo passar, pelo menos por enquanto, por uma candidatura a Assembléia do Maranhão. Para isso, o Pr. tem passado dos limites, usando e abusando de recursos para suas viagens politicas. 

Viagens e reuniões em outros municípios tem sido intensificado durante esse período eleitoral, em senador La Roque por exemplo, onde o candidato a prefeito é do PR, o apoio da igreja a candidatura majoritária foi condicionado pelo líder protestante sulista, impondo o vice e a aliança, pelo menos por lá, com Davizinho, Deputado Federal. Em Governador Edison Lobão, seu candidato é o pr. Cardoso (PSC) , onde as visitas tem sido  constantes.

Em Senador La Roque a aliança está consolidada para 2014. Em outras cidades como Itaipava do Grajaú, Grajaú e Montes Altos é possível encontrar a impressionante missão impetrada pelo "homem de Deus".
Sempre ao lado do poder...

Pastor de carreira, indiscutivelmente um homem escolhido por Deus...  Mas de onde vem os recursos financeiros usado pelo "pastor Cavalcante" para suas missões politicas nos municípios do Sul do Maranhão, já que sua unica atividade é pastoral?  Qual a justificativa para os gastos de viajem: Pregação ou discurso ?

O pastor que tem por cede Açailandia é conhecido no mundo politico, não por fazer caminhada para políticos, mas por receber premicias para ficar fora dela. Na última eleição para governador recebeu o status pessoal e financeiro de capelão da policia Militar, da governadora Roseana Sarney, em troca, não apoiou candidatos da oposição.

Este final de semana Cavalcante tem sua agenda repleta de visitas. Resta saber qual será a execução do gasto na comprovação das notas: Pregação ou discurso.

Não vemos nenhum impedimento para a entrada de pastores ou evangélicos na vida pública, mas o que não pode ocorrer é o uso dos recursos provenientes de doações ou dízimos para provimentos ou beneficio pessoal de um pastor - que todos sabem - ora para Deus lhe conceda a benção de um mandato eletivo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário