domingo, 30 de dezembro de 2012

Coluna impressa

Fora da Pauta

Comemorar

O médico e prefeito reeleito Sebastião Torres Madeira mudou de idade neste sábado e teve um dia curto para os cumprimentos. Recebeu familiares e amigos em Café da Manhã em sua residencia logo cedo. Madeira tem sim o que comemorar neste aniversário, além é claro de contar com a presença da esposa e dos filhos. No plano administrativo conseguiu chegar ao ponto que desejava e aspirava de ser prefeito de Imperatriz e melhor ainda o de ser reeleito com mais de 57 por cento dos eleitores da segunda maior cidade do Maranhão, um feito e tanto para quem não acreditava nesta quebra de tabu. É claro que sua administração não foi ainda o que a população esperava e espera, contudo, ao ser reeleito com este percentual encarando oito adversários, mostrou que a população aprovou seu governo.

E agora?

Passada a euforia da reeleição será preciso injeção de animo entre seus auxiliares para que o planejamento não sofra um processo de continuidade. Mais do que nunca vai precisar mostrar a população de forma geral que não foi por acaso que conquistou este percentual e mais, não fora ilusão para conquistar o novo mandato. Nos últimos dias, a sociedade demonstrou impaciência quanto ao novo governo em criticar por ausências em algumas ações, especialmente na recuperação de locais atingidos pelas fortes chuvas.

Fortes

E serão ainda maiores as cobranças daqui para frente, tendo em vista que a sociedade entende que com a “casa arrumada”, como ele mesmo anunciou, saberá como agir nas frentes ou como diriam os mais animados nas “vertentes” para continuar correspondendo as expectativas.

Pendurar

O que pode diferenciar Madeira dos outros prefeitos reeleitos é que ele não pensa em pendurar as chuteiras ao final deste novo mandato e por conta disso, sabe que todo o estado estará de olho na sua administração e por isso mesmo terá que trabalhar para o futuro e não apenas para cumprir quatro anos a mais de governo.

Futuro

O futuro a Deus pertence, contudo, é necessário que se faça também a nossa parte para que seja viabilizado. A Bíblia diz “Faz por tí que ti ajudarei”, portanto, Madeira vai para o novo mandato a partir do dia primeiro de janeiro, sabendo que terá que desdobrar ainda mais para entra na fila da sucessão estadual ou mesmo a um senado.

Câmara

Faltando menos de dois dias para a eleição da mesa diretora das Câmara de Vereadores de Imperatriz, a situação caminha mesmo para a re-eleição de Hamilton Miranda para comandar pela terceira vez o parlamento municipal. Aliado de primeira hora do prefeito, Hamilton será importante para manter a harmonia entre os poderes, embora em alguns momentos nestes dois últimos mandatos tenha demonstrado independência do “cumpade” Madeira. Mais experimentado e disposto a iniciar movimento em busca de novos voos, o atual presidente sabe que terá de acompanhar e saber de que forma atuará para não cai em desgaste junto a população. Por enquanto,tem se saído bem.

Oposição

O vereador José Carneiro dos Santos, mais conhecido como Buzuca, mesmo sabendo que será difícil derrotar Hamilton, vai apresentar chapa a mesa. Ontem ele afirmou que sete vereadores teriam hipotecado apoio. Como são, 21 votos, admitiu que vai concorrer apenas para marcar presença.

Hasteamento

A Comissão de Educação e Cultura aprovou, no mês passado, proposta que obriga as escolas públicas e privadas de ensinos fundamental e médio a hastear a bandeira nacional pelo menos uma vez por semana. O hasteamento deverá ser solene, com execução do hino nacional. A medida está prevista no Projeto de Lei 5319/09, do ex-senador e atual ministro da Educação Aloizio Mercadante.

Renunciou

José do Mundico que dirigiu o município de Buritirana por 8 anos, decidiu na quinta-feira à noite renunciar ao mandato que termina na segunda-feira. Não deu explicações sobre esta atitude, mais, deixou os buritiranenses assim, meio desconfiados.

Perdeu

Zé do Mundico, talvez pensando que não iria receber mais recursos decidiu cair fora e não passar a faixa ao prefeito eleito Vagtonio Brandão. Só que deu mais um tiro no pé, ontem, caiu na conta das prefeituras o rateio da sobra e que seriam depositado dia cinco. Ainda deixou muitos prefeitos alegres e com os bolsos cheios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário