segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

56% da população brasileira declara não ter preferência por nenhum partido político


Indicador é o menor registrado pelo IBOPE desde a década de 80 
 
Marcelo Camargo/abr
​56% da população brasileira não demonstra preferência partidária por nenhum partido.
​ 
A preferência partidária do brasileiro oscilou de forma significativa em outubro de 2012. De acordo com os dados do IBOPE Inteligência, 24% dos eleitores demonstram preferência pelo PT, 6% são favoráveis ao PMDB, 5% simpatizam com o PSDB e 1% com o PDT. Os demais partidos detêm 8% da preferência nacional e os que dizem não ter preferência partidária alguma somam 56%, o maior índice registrado desde 1988.
 
Os números são bem diferentes dos registrados em anos anteriores. Em março de 2010, ano da eleição da presidente Dilma Rousseff, o PT atingia seu pico de popularidade, com 33% de preferência entre os brasileiros, mesmo percentual do início do primeiro mandato de Lula em 2003. Ainda no começo de 2010, PMDB e PSDB recebiam 6% de preferência cada, o PDT tinha 1% e os demais partidos somavam 6%. No mesmo período, o percentual de brasileiros sem preferência partidária era de 48%.
 
Outra oscilação importante verificada na comparação entre março de 2010 e outubro de 2012 é a diferença na preferência das pessoas com renda familiar superior a 10 salários mínimos.
 
No período relacionado, os simpatizantes do PT, no segmento de maior renda, passaram de 22% para 13%, enquanto os do PMDB cresceram de 4% para 7% e os do PSDB, de 7% para 23%. Os demais partidos passaram de 19% para 9% da preferência nacional, enquanto os que não afirmam preferência partidária se mantiveram estáveis, de 45% foram para 46%.
 
Preferência partidária por regiões
De acordo com os dados de outubro de 2012, a preferência pelo PT é maior no Nordeste (27%), seguida do Sudeste (26%), Sul (22%) e Norte/Centro-Oeste (11%).
 
No Nordeste, PMDB e PSDB apresentam 4% de preferência cada, enquanto PFL/DEM e PDT atingem 1% e os demais partidos somam 5%. Na região, a parcela da população que não tem preferência partidária é um pouco menor que a média nacional (54%).
 
O mesmo acontece com o Sudeste, onde 49% da população não tem preferência por partidos e PMDB e PSDB se igualam com 7% de preferência cada. Na região, o PDT atinge 2% de preferência e os demais, 7%.
 
Já no Norte/Centro-Oeste e no Sul, o percentual da população que declara não ter partido é maior que a média: 71% e 60%, respectivamente. No Norte e Centro-Oeste, o PMDB tem a simpatia de 6% da população, enquanto o PSDB tem de 5%. PFL/DEM e PDT têm 1% e os demais partidos, 5%.
 
No Sul, a diferença entre PMDB e PSDB é um pouco maior 8% e 3%, respectivamente, enquanto os outros partidos somam 4%.
 
PREFERÊNCIA PARTIDÁRIA - TOTAL BRASIL
 
PT
PMDB
PSDB
PFL/DEM
PDT
Outros
Não tem preferência/NS/NOP
Total
JUN/88
12
25
0
6
6
12
38
99
JUL/89
8
16
1
4
7
15
49
100
AGO/91
14
19
3
5
7
11
41
100
JUL/93
16
23
4
7
6
8
36
100
MAR/94
21
19
5
6
4
7
38
100
FEV/95
14
19
9
6
4
5
41
98
NOV/96
13
20
10
7
4
7
38
99
MAR/97
15
18
9
8
3
5
41
99
DEZ/98
17
18
10
7
3
5
38
98
JUN/99
18
18
6
8
5
6
39
100
JUL/00
15
17
5
8
4
7
42
98
JUN/01
25
14
5
6
2
3
42
97
JUN/02
26
14
6
5
3
7
38
99
NOV/02
31
9
5
3
2
5
45
100
MAR/03
33
13
5
5
2
5
37
100
ABR/04
23
16
6
7
2
8
37
99
JUN/05
24
14
8
4
3
8
38
99
FEV/06
21
12
8
4
2
6
46
99
MAI/07
29
14
9
4
3
7
33
99
MAR/10
33
6
6
-
1
6
48
100
OUT/10
27
4
7
1
1
5
55
100
OUT/12
24
6
5
0
1
8
56
100
fonte:Ibope







Nenhum comentário:

Postar um comentário