segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Com toda sua arrogância, Flávio Dino acusa TRE de fraudar as eleições de 2010...

Agora o presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), pegou pesado. Depois de ter batido boca com um juiz do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão na eleição do ano passado (reveja), o comunista acusou toda a Corte de ter fraudado a eleição de 2010, quando Roseana Sarney (PMDB) reelegeu-se governadora.
Em discurso durante o encontro regional do PDT em Imperatriz, no sábado (23), ele disse que a diferença de 0,08% dos votos válidos que garantiram a vitória da peemedebista no 1º turno foi “decretada na calada da noite” na Corte Eleitoral.
“Nós ganhamos a eleição, porque foi decretado fraudar a eleição no Tribunal Regional Eleitoral, na calada da noite, para conseguir uma diferença de oito centésimos. Oito centésimos, que parece coisa de corrida de Fórmula 1. Oito centésimos, que é menos que um décimo, dois mil votos, nos separaram do 2º turno”, acusou Dino.
E não foi só. Antes, ele já havia falado em “jogo de cartas marcadas” no TRE. “O Marco Aurélio, que está aqui, lembra junto comigo do que nós enfrentamos no TRE do Maranhão. Lembra do jogo de cartas marcadas que estava ali colocado”, afirmou.
O comando da Justiça Eleitoral no estado, que terá novo presidente hoje (25), deve se posicionar sobre o caso.
Do Blog do Gilberto Leda

Nenhum comentário:

Postar um comentário