sábado, 23 de fevereiro de 2013

Hospital Geral realiza cirurgia inédita na rede pública no Maranhão

As duas primeiras cirurgias de vesícula feitas por meio da técnica Singol Portal (Portal Único) em um hospital da rede pública do Maranhão foram realizadas na tarde de sexta-feira (22), no Centro Cirúrgico do Hospital Tarquínio Lopes Filho (Hospital Geral). A técnica, que chegou ao Brasil há cerca de três anos, ainda é pouco difundida na rede pública brasileira, sendo o Maranhão um dos poucos estados a oferecê-la a seus pacientes. Para realizar os procedimentos, que a partir de agora serão incorporados à rotina do hospital, foi convidado o cirurgião do aparelho digestivo, James Skinovsky, do Hospital da Cruz Vermelha de Curitiba (PR) e da Universidade Positivo. O médico convidado ressaltou que o Maranhão é um dos primeiros a disponibilizar, em sua rede pública, esta técnica cirúrgica. “Pode-se afirmar que este hospital é um dos pioneiros quando se fala da aplicação da técnica em hospitais públicos, até mesmo porque ela é relativamente nova no Brasil”, reforçou o cirurgião. A Singol Portal consiste em fazer uma laparoscopia por meio de um único corte, localizado no umbigo do paciente. “Isto traz muitos benefícios, pois, por ser menos invasiva, possibilita um retorno mais rápido ao trabalho, é menos dolorida, além da questão estética já que a cicatriz fica muito pequena e, em alguns casos, imperceptível”, explicou James Skinovsky. O tempo de internação pós-cirúrgica dos pacientes varia entre 12 e 24 horas. Instrumental O diretor do Tarquínio Lopes Filho, o cirurgião Luiz Alfredo Guterres, explicou que a nova técnica, para ser realizada, necessita de um instrumental cirúrgico específico e que estes equipamentos já foram adquiridos pelo hospital. Além disto, será disponibilizada uma equipe composta de três médicos, que passarão a realizar a técnica na unidade de saúde. De acordo com o diretor, há hoje uma fila de espera de cerca de 800 pacientes. “A maior demanda do hospital hoje é por cirurgia de vesícula”, diz Luiz Alfredo ressaltando que aquela unidade de saúde realiza cerca de 120 cirurgias de vesícula por mês. Neste sábado (23), foram realizadas mais duas cirurgias com a mesma técnica. As quatro cirurgias contemplam pacientes que estavam na fila de espera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário