sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Secid está mapeando a realidade econômica e social do Maranhão


A Secretaria de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid) está mapeando a realidade econômica, institucional e social do Maranhão. O objetivo do trabalho, desenvolvido por técnicos da Secretaria-adjunta de Habitação, é gerar subsídios para a elaboração de políticas públicas setoriais.
Os resultados preliminares do estudo, que está em andamento, foram apresentados pela chefe do Departamento de Planejamento da Secid e coordenadora da pesquisa, arquiteta Ana Paula Sales Andrade Pinheiro, na quinta-feira (31), no auditório da Secid, em São Luís. Ela explicou que a metodologia aplicada é inspirada no modelo desenvolvido pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes).
"O levantamento do Ipardes tem similaridade com o que estamos desenvolvendo. Por isso, decidimos adotá-lo como referencial metodológico", justificou a arquiteta. Ela informou que, além da participação de profissionais de diversas instituições e secretarias de Estado, o grupo de trabalho é assessorado pela geógrafa Rosana Moura, do Ipardes, e o pelo professor da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Carlos Brandão, técnicos que tiveram participação no estudo realizado no Paraná.
O secretário de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Hildo Rocha, destacou o desempenho da equipe envolvida e a importância do levantamento. "É um trabalho relevante porque fornecerá informações imprescindíveis para que o governo estadual e prefeituras possam planejar  ações com mais subsídios”.  

Pesquisa
A pesquisa, intitulada “Diversidades do Maranhão: Subsídios para a formulação dos Planos de Desenvolvimento Urbano e Regional” será efetivada em quatro etapas, ao longo de 18 meses. Cerca de 40% dos dados coletados já estão devidamente organizados.
Ao final, será elaborado um documento contendo diagnósticos, estatísticas, gráficos, infográficos e diretrizes que servirão para municiar a Política Estadual de Desenvolvimento Urbano e Regional do Maranhão.
O secretário-adjunto de Habitação, Frederico Lago Burnett, informou que a pesquisa é um trabalho minucioso que só pode ser feito em parceria com outras instituições. "Conhecendo os problemas, em profundidade, teremos maior possibilidade de atendermos as demandas. Isso demanda parcerias interinstitucionais como as que estamos realizando".

Nenhum comentário:

Postar um comentário