terça-feira, 12 de março de 2013

SER PREFEITO POR 4 ANOS

 x Prof. Ms. Carlos Manhanelli e Prof. Tadeu Comerlatto.


Esta é uma prova de longa distância.

Tire da cabeça que deve fazer tudo já no primeiro momento.

A população dá um prazo inicial aos eleitos para mostrarem a que vieram.

Uma boa administração depende mais de direção do que de velocidade.

PLANEJE BEM SUAS PALAVRAS, ATITUDES E OBRAS PARA OS PRIMEIROS 100 DIAS.

 
O CARGO E VOCÊ

Antes, você era “você”. Quando acabar o mandato, vai voltar a ser “você”.

Agora, acrescente apenas a condição de Prefeito. Seja você mesmo.

Conviva naturalmente com o brilho do cargo e seja o primeiro a respeitá-lo.

 
SONHE COM O FINAL DO MANDATO

Anote:

Que marcas pretende deixar?

Quem vai ajuda-lo?

Como será sua cidade?

O que vai mudar na vida das pessoas?

Que parceiros estarão ao seu lado?

Qual o seu próximo passo?

Monte o perfil da administração para atender a esse sonho!

 
A CAMPANHA ELEITORAL ACABOU. VOCÊ É O PREFEITO DE TODOS.

Você representa a esperança da maioria.

Agora, o adversário político é munícipe.

O parceiro continua sendo parceiro.

Elimine mágoas, ressentimentos, vingança ou outras atitudes e ações negativas.

Trate os companheiros com atenção especial e os adversários com respeito.

 
CAMPANHA PERMANENTE.

Basicamente, ela extrapola as estratégias eleitorais para todo o mandato.

Comece pelos agradecimentos a apoiadores e eleitores.

Agradeça, mesmo aos que você não tem certeza de que o apoiaram.

Não faça dos seus adversários de campanha, adversários permanentes.


ORGANIZE A TRANSIÇÃO SILENCIOSAMENTE

Liste as informações que deseja ter da atual administração.

Defina quem comandará esta missão.

Estabeleça posturas para esta fase: ser discreto, não agredir, evitar holofotes

Não gere compromissos futuros.


LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL.

CONSIDERE-A INCLUSIVE PARA “RECEBER” O GOVERNO.

Ela pode ser seu algoz ou sua proteção. Depende de como vai usá-la!

Para receber o governo, avalie se tudo está de acordo.

Sua equipe precisa conhecê-la.

A população também.

Administre para todos, de olho no caixa e nos parâmetros da Lei.

 
FAÇA APENAS O QUE A LEI E OS RECURSOS PERMITIREM.

INVENTÁRIO GERAL

Se necessário, feche a Prefeitura para saber sobre:

Todos os débitos e o seu perfil

Todos os créditos

Situação de equipamentos, veículos e prédios

Situação dos aluguéis

Nº de funcionários por categoria de contratação e lotação – quantos estão cedidos e a quem

Comprometimento da folha de pagamento

Não objetive retaliações, nem faça alarde. Trabalhe com a realidade.

Dê conhecimento público ao relatório.

Fotografias ou filmagens, além de documentos são instrumentos de proteção convenientes.

 
TENHA UMA LINHA MESTRA

Sintetize-a num slogan criativo.

Sua mensagem deve ser curta e de fácil memorização.

Ela será o seu norte.

 
ORGANIZE SUA EQUIPE DE COMANDO

Estabeleça critérios, incluindo:

Competência

Habilidade

Credibilidade

Lealdade e bom relacionamento

Compromisso Político.
 

ORGANIZE SUA EQUIPE DE COMANDO

Garanta a governabilidade e a concretização dos seus sonhos.

Contemple interesses dos coligados, mas com critérios.

Trabalhe com lista tríplice para não ter que “engolir” ou rejeitar.

“NUNCA CONTRATE ALGUÉM QUE AMANHÃ VOCÊ NÃO POSSA DEMITIR.”
 

RENOVE OS COMPROMISSOS.

Não “herde” pessoas em cargos comissionados.

Demita-as, mesmo que tenha que recontratá-las depois sob outras bases e compromissos.

As pessoas de confiança são meios para realizar os objetivos da administração, não os delas.
 

“AFINE” E MOTIVE A EQUIPE

Você precisa criar o sentimento de “equipe”.

Faça imersões com os níveis superiores definindo os objetivos gerais.

Deixe claro seu jeito de administrar.

 
CRIE MEIOS DE INTEGRAÇÃO, MOTIVAÇÃO E COBRANÇA DE RESULTADOS.

DELEGUE RESPONSABILIDADES E FACILITE OS MEIOS

NÃO ABRA MÃO DO PODER.

Seus auxiliares diretos são investidos nos cargos para conseguir resultados segundo os propósitos da sua administração.

Delegue-lhes a autoridade para cumprirem a missão e cobre resultados.

A RESPONSABILIDADE FINAL É SUA.
 

GRUPO DE TRABALHO E GRUPO DE SUSTENTAÇÃO

Crie uma rede de sustentação com um canal de comunicação diferenciado.

Integrantes bem informados, funcionarão naturalmente como um

GDA –  Grupo de Defesa da Administração.

CRIE UM CADASTRO INTELIGENTE E ADMINISTRE OS RELACIONAMENTOS.

INTEGRAÇÃO E EQUILÍBRIO, GARANTIRÃO O SUCESSO DO MANDATO.

Nos primeiros 6 meses de administração há duas prioridades das quais dependerá o sucesso do mandato:

Preparo e motivação da equipe

Equilíbrio financeiro.

PARA GANHAR UMA MARATONA

NÃO PRECISA SAIR EM DISPARADA.

 
ESTIMULE A CRIATIVIDADE

Incentive seu grupo a buscar soluções inovadoras, desde que voltadas para os objetivos.

A “obediência”, ao invés da “criatividade”, aprisiona a administração aos limites do tempo e da competência do líder.

UMA BOA RECEPÇÃO

A recepção é o seu cartão de visita. É a primeira imagem que o público terá da sua administração.

Uma equipe de recepção “simpática e prestativa”, faz com que todos se sintam  “bem atendidos”.

Estenda isto à telefonia e a todos os pontos de atendimento ao público.

VALORIZE E RECONHEÇA O TRABALHO

Pessoas com boa auto-estima rendem mais.

Treine, motive, recompense e cobre resultados.

Você será um bom Prefeito quando a cidade reconhecer o trabalho dos seus servidores.

Tenha um quadro de pessoal compacto, motivado, operoso, focado na satisfação do cidadão.

 EXECUTIVO & LEGISLATIVO

Um bom desempenho da Administração é facilitado por um bom relacionamento com a Câmara.

Seja bem articulado com todas as bancadas. Escolha um líder convergente e conciliador.

Mesmo com a maioria, não abuse. 

Use o bom senso, dentro da lei.

 TENHA CLAREZA DE SUAS RESPONSABILIDADES:

O Prefeito, ao ser empossado, assume algumas responsabilidades legais como:

Desempenhar com honra e lealdade as suas funções

Promover o bem-estar de seu povo

Trabalhar pelo progresso do Município

CUMPRA-AS

NÃO FECHE DEFINITIVAMENTE NENHUMA PORTA

Deixe sempre réstias de esperança nas composições políticas.

Discuta mais sobre idéias do que sobre pessoas.

As idéias podem mudar, mas as pessoas... é mais difícil!

ASSIM VOCÊ NÃO CAIRÁ NO RIDÍCULO!

PRESTE CONTAS

Informe sistematicamente à população a movimentação financeira da Prefeitura e os índices de desempenho.

NÃO É SUFICIENTE SER HONESTO.

TEM QUE PARECER HONESTO.

PLANEJE EM CURTO, MÉDIO E LONGO PRAZO.

Planejar apenas em longo prazo pode ser eficiente, mas pode fazer você perder eleições.

Você precisa pensar no presente, no futuro próximo e na próxima geração.
 

É PRECISO SABER DIZER NÃO

Porém, se tiver que dizer não, diga.

Mas explique o porquê.

Esse é o segredo!

Fuja definitivamente do “talvez” ou do “vamos ver”.
 

RELACIONE-SE COM ÓRGÃOS E PESSOAS DE OUTROS NÍVEIS DE GOVERNO.

Exercitar o poder no município é também coordenar-se com os demais níveis do poder público.

Visite os titulares e órgãos da sua cidade, região e sedes.

Não se imponha nem seja submisso.

Respeite e se faça respeitar..
 

O QUE NÃO É MEDIDO NÃO É GERENCIADO

Ao determinar ações de planejamento ou delegar tarefas, determine  meios de medição: tempo, custo, qualidade, resultados.

Cobre o cumprimento do estabelecido.

 A falta de comunicação de resultados ao público é semelhante  a não ter feito.

 
TRABALHE PELA INCLUSÃO

Pessoas físicas ou jurídicas podem estar à margem da economia formal e não terem acesso àquilo que têm direito.

Por vezes, pessoas são marginalizadas por ações do próprio poder público.

HAVENDO CONTINGENTES EXCLUÍDOS, VOCÊ TERÁ PROBLEMAS!

NÃO CRIE EXPECTATIVAS.

SURPREENDA COM AÇÕES

Quanto maiores as expectativas, maiores as dificuldades de superá-las.

Cuidado com as promessas.

Policie seu maior patrimônio: a credibilidade!

“Atender às expectativas criadas, não melhora o nível de satisfação.

É preciso superá-las.”
 

TENHA ATITUDE

Se você quiser fracassar, tome medidas genéricas e tente agradar a todos.

O verdadeiro líder toma posição e tem atitude, mesmo contrariando alguns interesses.

“Segredo do fracasso: tentar agradar a todos.” John Kennedy

POPULARIDADE X CREDIBILIDADE

Se tiver que praticar atos impopulares, faça-os. A POPULARIDADE quando perdida, poderá ser recuperada.

A CREDIBILIDADE, uma vez perdida, você não a recupera mais!
 

SEJA NOVO, SEJA MODERNO, SEJA DIFERENTE!

Ainda que esteja sendo eleito para um segundo mandato, seu município não é mais o mesmo.

Sendo seu primeiro mandato, sua razão de eleição foi a expectativa de mudança.

Em qualquer situação, supere as expectativas

“ATÉ FILÉ MIGNON, TODOS OS DIAS, ENJOA.”

DEIXE PARA TRÁS OS RANÇOS DA CAMPANHA.

Desconsidere as ofensas recebidas.

Aproveite a nova administração para, com humildade, iniciar um novo estilo de relacionamento com as pessoas.

“Não considere o que foi dito quando seus adversários estavam emocionalmente alterados”
 

QUAL É O SEU VERDADEIRO PAPEL NA SOCIEDADE?

Governar não é somente fazer obras.

Governar é dirigir, agregar e transformar interesses, além de estimular as pessoas a utilizarem seu verdadeiro potencial.

 SEJA POSITIVO NAS SUAS PALAVRAS:

Mantenha positivas as suas palavras, pois elas se converterão em comportamentos.

Os comportamentos se converterão em hábitos e estes se converterão em valores.

Os valores, por sua vez, se converterão em destinos.

TENHA CONFIANÇA:

A confiança é a forma mais sublime de motivação humana.

Ter convicção e confiança nos seus princípios e idéias é a única forma de conseguir a confiança dos outros.

Não mantenha na sua equipe pessoas em quem você não confia.

TOME DECISÕES PARA O COLETIVO

Na hora de tomar decisões, seja democrático.

Não cuide apenas de problemas individuais.

Conheça os problemas de forma individual, mas tome decisões coletivas.

POLÍTICO?... SIM.
DESDE QUE SEJA COMPETENTE!

Ao escolher alguém para sua equipe, não pense na quantidade de votos de sua família.

Pense no que você capitalizará em conseqüência do seu trabalho.

O desempenho de sua equipe será seu suporte político.

MANTENHA A HUMILDADE.NÃO DEIXE O PODER SUBIR-LHE À CABEÇA.

As grandes quedas políticas surgiram pela prepotência, arrogância e vaidade.

Saiba ouvir e respeitar o que os outros têm a dizer.

Depois tome suas próprias decisões.

Humildade não é submissão.

POLÍTICA: ARTE DA MAIORIA E NÃO DO 100%.

Não queira conquistar todos seus adversários.

Nunca troque companheiros por adversários, mas não incite os adversários contra você.

O melhor é mantê-los em silêncio.

ENVOLVA AS PESSOAS NAS DECISÕES

Pense nas pessoas em suas várias dimensões:

Física

Intelectual

Profissional

Familiar

Econômica

Social

Filosófica-religiosa

Considere os interesses por segmento.

“As pessoas se sentem bem ao participar das decisões.”

GANHE NOS DETALHES

Asfaltando uma rua, as pessoas terão mais conforto.

Sinalizando e ornamentando com envolvimento da comunidade, as pessoas darão mais valor à obra.

SUA IMAGEM SE REFLETE NOS DETALHES.

SISTEMA VIÁRIO

60 a 65% das insatisfações estão ligadas a:

 Pavimentação, esgoto a céu aberto, calçadas, terrenos baldios, iluminação, excesso ou falta de lombadas, poeira, lama, buracos...

Sem priorizar esta área, você tem de 60 a 65% de chances de ter baixo índice de satisfação.

INCENTIVE CAMPANHAS SOCIAIS.

O poder público não deve somente participar das campanhas sociais, como anti-drogas, combate à AIDS, incentivo à leitura, cultura etc.

Seja o grande incentivador da sociedade organizada.

Não aja sozinho.

ADMINISTRE SEU TEMPO PESSOAL. CUIDE DOS RELACIONAMENTOS.

Não descuide de “sua” qualidade de vida e prepare-se para depois do mandato.

Não descuide de seu papel familiar, social e profissional de origem.

Reserve tempo para o lazer.

INVISTA NOS RELACIONAMENTOS. SÃO TÃO IMPORTANTES QUANTO OBRAS.

COMUNICAÇÃO: A CHAVE DO SUCESSO

A manutenção do poder se dá pelo voto.

Pouco vale “fazer” se a população não reconhecer.

Ninguém reconhece aquilo que não conhece.

Saiba mais sobre Marketing pós-eleitoral e administre com esta ferramenta.

BOM PREFEITO É AQUELE QUE A MAIORIA ACHA QUE É BOM.

MARKETING E POLÍTICA

Não confundir marketing com propaganda, que é apenas uma parte do todo.

Administração Pública eficaz considera as aspirações do público alvo.

Conheça as aspirações. Atenda-as de forma criativa. Considere o futuro.

Comunique-se bem.

COMUNICAR-SE NÃO É FAZER PROMÕÇÃO PESSOAL.

OUÇA MAIS E FALE MENOS

Com instrumentos para “ouvir” mais do que para falar, suas realizações serão “respostas” às expectativas.

Em conseqüência, o índice de satisfação será maior.

NÃO QUEIRA FAZER SOZINHO

Seu papel de líder é estimular pessoas a executarem as tarefas.

Distribua tarefas, responsabilidades e a competente autoridade.

Não abra mão do poder.

MEÇA O DESEMPENHO PELOS RESULTADOS, CRITIQUE O QUE ESTIVER ERRADO, MAS NÃO DEIXE DE ELOGIAR O QUE ESTIVER CERTO.

Procure encontrar seus subordinados executando tarefas que mereçam elogios.

Eles ficarão tão contentes que procurarão repetir a façanha.

SE TIVER QUE CRITICAR, FAÇA-O EM PARTICULAR.

“ENVOLVA A COMUNIDADE”

Estimule a participação.

Desde o zelo pela cidade, casas e jardins... até a decisão de fazer ou não determinadas obras.

As pessoas defendem as decisões que ajudam a tomar.

NÃO QUEIRA FAZER SOZINHO
 

E se não podeis trabalhar com alegria, tão somente com irritação e desgosto, melhor seria que abandonásseis vosso trabalho e vos sentásseis à porta do templo a solicitar esmolas daqueles que trabalham com alegria.
Gibran

Carlos Manhanelli e Tadeu Comerlatto Professores do curso: "A ARTE DE DIRIGIR PESSOAS NO SERVIÇO PÚBLICO" informações no site www.manhanelli.com.br ou http://www.cursomarketingpolitico.org.br/ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário