terça-feira, 26 de novembro de 2013

Juiz maranhense que idealizou a Lei da Ficha Limpa será homenageado pelo Senado Federal

Juiz titular da 2ª Vara da comarca de João Lisboa (MA), Márlon Reis será agraciado com a Comenda de Direitos Humanos Dom Hélder Câmara, do Senado Federal. A honraria é concedida anualmente a cinco pessoas que tenham oferecido contribuição relevante à defesa dos direitos humanos no Brasil.
Integrante do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), Reis foi um dos idealizadores e redatores da Lei Complementar 135, iniciativa popular conhecida como Lei da Ficha Limpa e entre outras ações, atualmente trabalha junto ao MCCE, OAB, CNBB e cerca de 100 entidades da sociedade civil, em prol de eleições mais justas e democráticas, propondo uma reforma política e popular.
Indicação – A indicação do nome de Reis ao recebimento da honraria foi feita pelo senador Pedro Simon (PMDB), que considera a história de vida do magistrado um exemplo de luta e inspiração.  “A história de vida de Márlon Reis é, por si só, um exemplo de luta e uma inspiração para quem acredita na força do direito e na justiça como alavanca fundamental na defesa e promoção dos direitos humanos”, destaca a carta em que o Senador justifica sua indicação.
Entrega – A entrega da honraria, que leva o nome do ex-arcebispo de Olinda e Recife, dom Hélder Câmara, religioso lembrado pela atuação em defesa dos mais pobres e dos perseguidos políticos durante a ditadura militar acontecerá em sessão especial no dia 3 de dezembro, no Plenário do Senado Federal, em Brasília.
Mariana Castro
Ascom

Nenhum comentário:

Postar um comentário