terça-feira, 6 de maio de 2014

Ainda sobre as cisternas....

Cada cisterna de polietileno tem a capacidade para armazenar de forma segura 16 mil litros de água, o que garante fornecimento adequado para uma família de quatro a cinco pessoas beber e cozinhar durante nove meses de estiagem. O material utilizado na fabricação dos reservatórios é adequado à região. "A resina de polietileno somente pode fundir a uma temperatura de 147o C, sendo que na região a temperatura máxima pode oscilar em torno de 50o C em períodos de clima mais severo, o que desmistifica a informação incorreta de que as cisternas derretem no calor do sertão. Além disso, essa é uma tecnologia consolidada internacionalmente e utilizada há mais de duas décadas em países com temperaturas semelhantes ou até mais críticas que as encontradas no Nordeste brasileiro", explicou Amauri Ramos, diretor da Acqualimp. A durabilidade e resistência é outra característica do reservatório. "O polietileno, por sua elasticidade, impede que os tanques apresentem fissuras e trincas. O uso do polietileno também impede vazamentos da água, assim como a contaminação por outros líquidos e resíduos sólidos. Desta forma, preserva a qualidade da água armazenada e proporciona benefícios para a saúde da população atendida. Uma cisterna de polietileno pode durar mais de 35 anos", conclui Ramos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário