segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Flávio Dino não age como quem está liderando as pesquisas

Do blog de Gilberto Leda

As ações do candidato a governador Flávio Dino (PCdoB) e dos seus aliados nas últimas semanas da campanha eleitoral têm chamado a atenção de analistas políticos locais.
O destempero, os ataques, a criação praticamente diária de um novo factoide revelam um dado interessante sobre a disputa.
Para os observadores da cena política, o comunista e sua patrulha não agem como quem lidera – com folga, segundo eles e as pesquisas dos seus institutos, dizem – o processo eleitoral local.
Um candidato que tem até 30 pontos percentuais de dianteira em relação ao adversário mais próximo não precisaria que seus aliados atacassem, por exemplo, Luis Antonio Pedrosa (PSol), que, da noite para o dia, passou a ser visto como um sarneyzista pelos comunas.
Logo eles, que têm na chapa majoritária Roberto Rocha (PSB) como candidato a senador.
Mas essa é outra história…
O fato é que, para quem acompanha as disputas eleitorais no Maranhão há mais tempo, a postura de Dino e satélites é sinal claro de que nem eles mesmos acreditam nos números que propagam com uma nova pesquisa por dia.
E de que temem, muito, um 2º turno…

Nenhum comentário:

Postar um comentário