segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Veja a situação da sua equipe no Brasileirão a duas rodadas do final

Vitoria sobre o Grêmio deixa corintianos em uma situação confortável na tabela. Para o time carioca, derrota para a Chapecoense praticamente sela o rebaixamento

Por Rio de Janeiro


Restam duas rodadas de Campeonato Brasileiro, e o título já está nas mãos do Cruzeiro, assim como uma das vagas restantes para a Taça Libertadores é do São Paulo. Outros cinco times disputam os dois lugares que restam. Na zona de rebaixamento, só há uma certeza: o Criciúma caiu. Outros seis times lutam para não estar entre os quatro últimos colocados após a 38ª rodada. Confira o que cada um precisa fazer.

g-4: corinthians muito próximo da libertadores; Fluminense quase fora da briga

Chances de Libertadores 24/11 (Foto: GloboEsporte.com)Confira as chances de Libertadores de cada equipe (Foto: GloboEsporte.com)

Com a vitória sobre o Grêmio em um confronto direto, o Corinthians é o terceiro colocado, com 66 pontos, e praticamente se garantiu na Libertadores. De acordo com os dados do matemático Tristão Garcia, do site Infobola, o Timão tem 99% de chances de disputar a competição sul-americana. E para isso não precisa sequer vencer os próximos dois jogos, contra Fluminense (no Maracanã) e o já rebaixado Criciúma em casa. Basta não sofrer gols. Com dois empates por 0 a 0, chegaria a 68 e não poderia mais ser alcançado pelo Atlético-MG, quinto colocado. Caso o Galo vença a Copa do Brasil na quarta-feira, contra o Cruzeiro, bastará apenas um empate para o Timão.

O Internacional, quarto colocado com 63 pontos, tem 91% de chances e também só depende de si: precisa de uma vitória e um empate nos jogos contra Palmeiras, no Beira-Rio, e Figueirense, no Orlando Scarpelli, para assegurar um lugar no G-4, com 67. A soma é a mesma que o Galo pode alcançar, mas os mineiros, no caso, teriam uma vitória a menos (19, contra 20 dos gaúchos).

Quinto colocado com 61 pontos, o Atlético-MG tem 92% de chances (muito em função da vantagem cômoda que tem sobre o Cruzeiro na decisão da Copa do Brasil). Para se classificar entre os quatro primeiros do Brasileirão, precisa vencer seus dois jogos, contra o Coritiba, no Independência, e o Botafogo, no Maracanã, para sonhar com a vaga. E torcer para que o Inter não some quatro pontos ou o Corinthians some apenas um (e aí vencer os paulistas no número de vitórias: 19 a 18).

No Grêmio, sexto colocado com 60 pontos,as chances são de 15%. É fundamental vencer os dois jogos contra Bahia (fora de casa) e Flamengo (na Arena Grêmio) e torcer para o Colorado tropeçar duas vezes, pois, se vencer um jogo, o Inter chega a 66 (máxima pontuação possível para o Tricolor, que teria uma vitória a menos).

Para o Fluminense, a situação é ainda mais complicada: Com apenas 3% de chances de ir à Libertadores, o time precisa vencer o Corinthians, no Maracanã, e o Cruzeiro, no Mineirão. Além disso, torce por duas derrotas do Internacional e pelo menos um tropeço de Grêmio e Atlético-MG (se o Galo vencer a Copa do Brasil, a torcida precisa ser só contra os dois gaúchos). Um empate colorado já tira o time carioca da disputa.


Z-4: BOTAFOGO E BAHIA MUITO PRÓXIMOS DA QUEDA;VITÓRIA E PALMEIRAS DEVEM BRIGAR PARA ESCAPAR

Chances de Rebaixamento 24/11 (Foto: GloboEsporte.com)Confira as chances de rebaixamento de cada equipe (Foto: GloboEsporte.com)
Com o rebaixamento do Criciúma sacramentado, as outras três equipes que cairão para a Série B serão definidas nas próximas duas rodadas. Botafogo e Bahia estão praticamente rebaixados e precisam de um milagre para permanecerem na elite nacional. Vitória e Palmeiras ainda lutam para escapar e têm boas chances de cair. Coritiba, Chapecoense e Goiás ainda não estão completamente livres da degola.

O Botafogo, penúltimo colocado com 33 pontos, tem 99% de chances de cair. Precisa vencer seus confrontos contra o Santos (na Vila Belmiro) e o Atlético-MG, no Maracanã, mas não depende só de si. Um simples empate do Palmeiras ou um triunfo do Vitória já colocam o Fogão na segundona. Para o Bahia, a situação é semelhante. Com 34 pontos e também 99% de chances de degola, o Tricolor precisa vencer os dois jogos (contra o Grêmio, em casa, e o Coritiba, fora) e torcer para que o Palmeiras não some nenhum ponto e o Vitória não vença nenhum jogo.

A disputa para fugir da 17ª posição será mais complicada. O Vitória, com 38 pontos, tem 64% de chances e precisa vencer seus dois jogos, contra Flamengo (fora de casa) e Santos (no Barradão), além de torcer para que o Palmeiras não vença um, ou Coritiba e Chapecoense não vençam os dois.

O Palmeiras, com 39 pontos, depende só de si e precisa derrotar o Internacional (no Beira-Rio) e o Atlético-PR (na Arena Palmeiras) para se garantir na elite. Como tem um triunfo a mais que o Vitória, se garante com três pontos, caso o time baiano faça quatro.

Com as vitórias sobre Palmeiras e Botafogo, Coritiba e Chapecoense livraram boa margem da zona de rebaixamento, mas ainda não estão completamente livres. Ao Coxa, é necessário somar quatro pontos contra Atlético-MG (fora de casa) e Bahia (em casa). Para os catarinenses, basta uma simples vitória contra o campeão Cruzeiro (em casa) ou o Goiás (fora de casa).

Matematicamente, o Goiás tem chances de queda. Com 44 pontos, o Esmeraldino ocupa a 13ª posição, e pode cair. Mas isso só acontece se perder os dois jogos, o Coritiba somar quatro pontos, o Palmeiras vencer seus confrontos, e o Vitória vencer seus dois duelos, tirando nove gols de desvantagem no saldo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário