Maria da Paz Reina reina agora no governo Dino na gerência da Educação de Açailândia
Diálogos pelo Maranhão Máfia dos Diplomas Maria da Paz Reina reina agora no governo Dino na gerência da Educação de Açailândia
Trata-se da presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Açailândia (Sintrasema), Maria da Paz Viana Soares Reina, a Nona, que responde na Justiça Federal em razão de oferecimento de curso superior à distância sem a autorização do Ministério da Educação (MEC) pela Faculdade Reunida (FAR) e pela emissão de diplomas falsificados pela Faculdade Aberta de Filosofia, Teologia, Educação Física e Pedagogia Religiosa (FAENTEPRE). O esquema, de acordo com a Procuradoria do Município de Açailândia, lecionou centenas de alunos que, durante a convocação de um concurso público realizado em 2012, não tomaram posse do cargo pela falta da documentação exigida no edital, devido à irregularidade nos diplomas apresentados à comissão do concurso.
Segundo fontes do Atual7 na Regional de Educação de Açailândia, a ascensão de Maria da Paz Reina para o cargo foi feita pelo secretário de Articulação Política e Assuntos Federativos, Márcio Jerry, em atendimento ao pedido do presidente do PCdoB de Açailândia, vereador Marquinhos, e contou com o aval do governador Flávio Dino, para quem Nona fez campanha, durante as eleições de 2014. Ela também é filiada ao PCdoB.
Apesar de sua nomeação ainda não ter sido publicada no Diário Oficial do Estado pela secretária de Educação Áurea Prazeres, a presidente do Sintrasema já responde pela gerência desde o início de fevereiro, tento inclusive comandado uma reunião no município, na última sexta-feira (20), ao lado secretário de Indústria e Comércio do Maranhão, Simplício Araújo.