sexta-feira, 20 de março de 2015

Um grito retumbante!


Raimundo Primeiro

Plausível, sem dúvida, a ideia do vereador Esmerahdson de Pinho (PSDB) a de levar, para a Câmara Municipal, as discussões sobre a implantação de cursos de mestrados no Campus de Imperatriz da Universidade Estadual do Maranhão (Uema).
O encontro, conforme enfatizou, no final da audiência pública de quinta-feira (19), Esmerahdson de Pinho, conseguiu ecoar, ou seja, atingir os objetivos, tendo em vista reunir, na Casa de Leis, os principais atores que estarão envolvidos no processo que visa consolidar antigo sonho de professores e pesquisadores.
Além do público, representantes de instituições de ensino e classistas, estiveram presentes ao encontro, participando ativamente dos debates que aconteceram no Palácio Dorgival Pinheiro de Sousa, com vereadores e diretores da Uema em Imperatriz, falando sobre a importância de cursos de mestrados no Campus local.
Com a chegada dos cursos, Imperatriz poderá, de fato, ser denominada de Pólo Universitário, pois passará a ser um dos principais centros de referência no âmbito da pesquisa, despertando a atenção de pesquisadores, que, com os daqui, fortalecerão as pesquisas que estarão sendo desenvolvidas nas diversas áreas do conhecimento.
Mas importante frisar, também, que os debates não fiquem apenas no calor das discussões ocorridas durante a audiência pública. Quero dizer ser preponderante que o assunto saia do calor das emoções momentâneas e, de fato, possa vislumbrar a verdadeira meta: viabilizar os cursos de mestrados para o Campus de Imperatriz da Uema.
Não espero observar constatada a máxima do famoso jornalista norte-americano, asseverando que “jornalismo lembra muito a brincadeira de fazer desenho na areia, que o mar apaga em questão de segundos ou minutos”.
Ao contrário de Walter Lippmann, quero que o assunto, noticiado enfaticamente pela mídia regional, vire realidade. E sobreviva. A palavra escrita tem força, e fica impregnada nas páginas das revistas e jornais para a história, perpassando tempos e adversidades. Portanto, não será como o desenho na areia e, a partir da chegada dos cursos de mestrados na Uema Imperatriz, concretizado.    
“Como a abelha que colhe o mel de diversas flores, a pessoa sábia aceita a essência das diversas escrituras e vê somente o bem em todas as religiões”. Parafraseando Mahatma Gandhi, quero dizer que a junção de esforços, cada vez mais, deverá acontecer, pois, só por meio de uma efetiva corrente, que as aspirações serão transformadas em grandes realidades. 
Concluindo, com a frase do genial Paulo Freire, lembrando que “não é possível refazer este país, democratizá-lo, humanizá-lo, torná-lo sério, com adolescentes brincando de matar gente, ofendendo a vida, destruindo o sonho, inviabilizando o amor. Se a educação sozinha não transformar a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda”.
Que venham, pois, os cursos de mestrados para o Campus de Imperatriz!
A cidade, e, obviamente, todos, ganharão!
Até a próxima!
 rprimeiroitz@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário