quarta-feira, 24 de junho de 2015

23 de junho: a terça sangrenta


A escalada da violência está deixando a população aterrorizada. Ontem (23), a cidade viveu um dia sangrento: oito assassinatos foram registrados na região metropolitana de São Luis.  Diante da incapacidade de reação do Governo Flávio Dino, a bandidagem avança, o crime predomina, a população se apavora.

A questão da violência, que desde janeiro deste ano vem aumentando assustadoramente, tem sido motivo de preocupação do deputado federal Hildo Rocha. Ontem o parlamentar voltou a usar a tribuna da Câmara para cobrar ações do governador Flávio Dino.

Rocha ressaltou que São Luis era uma cidade pacata, mas, atualmente os ludovicenses estão aterrorizados com a onda de violência. “A cidade não tem mais proteção nenhuma”, declarou.

O deputado citou um assassinato ocorrido em plena luz do dia, num local de grande fluxo de pessoas. “Onze horas da manha. Numa parada de ônibus. Em frente ao shopping center. Um cidadão jovem, de apenas 21 anos de idade, foi atingido com um tiro na cabeça. Morreu na hora”, ressaltou.

O deputado lembrou que, na semana passada, bandidos forçaram moradores do bairro Coroadinho a deixarem suas casas. “As famílias fugiram do bairro porque os bandidos tomaram conta”, disse.

“Quero pedir ao governador Flávio Dino que providencie maior segurança porque a população está aterrorizada com a onda de violência que assola a capital do nosso Estado”, enfatizou o deputado.

A voz de Hildo Rocha, no plenário da Câmara, faz coro com o clamor da população. O desejo de todos é que ocorrências iguais às registradas no dia 23 de junho jamais aconteçam.

http://youtu.be/14OmbuUrcA0

Nenhum comentário:

Postar um comentário