quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Escola municipal de Imperatriz recebe palestra sobre Bullying



IMPERATRIZ - Pesquisas apontam que no Brasil, um em cada três estudantes já sofreu bullying. O termo em inglês é usado para pessoas que intimidam, ameaçam, humilham ou agridem o próximo. O problema atinge muitas pessoas principalmente, crianças nas escolas.
A fim de conscientizar sobre o problema, acadêmicos dos cursos de Pedagogia e de Direito da e uma faculdade particular de Imperatriz, ministram nesta quinta-feira (10), às 14h uma palestra sobre o tema. A ação será para os alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental da escola Municipal Raimundo Correia, localizada no bairro Boca da Mata.
Durante a palestra será explicada pelos palestrantes, o conceito, as várias formas de bullying, o perfil do praticante e da vítima, sintomas e consequências desta prática, como combater, procedimentos dos responsáveis (família/escola) e o comprometimento legal dos praticantes do bullying.
A ação é uma iniciativa dos Estagiários e professores integrantes do Escritório Modelo de Assistência Jurídica (EMAJ) e NPP/OP da faculdade.
Dados
Pesquisa realizada pelo IBGE apontou Brasília como a capital do bulliyng. Segundo o estudo, 35,6% dos estudantes entrevistados disseram ser vítimas constantes da agressão. Belo Horizonte, em segundo lugar com 35,3%, e Curitiba, em terceiro lugar com 35,2 %, foram, junto com Brasília, as capitais com maior frequência de estudantes que declararam ter sofrido bulliyng alguma vez.

Os palestrantes serão acadêmicos de Pedagogia do 8º Período Ariádina da Silva Brandão Camargo, Gheysa da Silva Cruz, Táfines Guimarães Santos e acadêmicos de Direito do 10º Períod, Rodrigo Barbosa Bonfim e Jurandir Pereira da Silva Júnior.
As professoras responsáveis pela atividade são: Cláudia Renata Boni Cadore, Coord. NPP/OP e Marilene Sousa Santos, Coord. EMAJ/Intinerante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário