sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Câmara concede Prêmio Lúcio Costa de Mobilidade, Saneamento e Habitação

Prefeito Eduardo Paes, Governador Geraldo Alckmin, e Jaime Lerner estão entre os agraciados.

Indicado pelo deputado federal Hildo Rocha (PMDB/MA), o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB) recebeu nesta terça-feira (13) o Prêmio Lúcio Costa de Mobilidade, Saneamento e Habitação. A honraria foi instituída pela Comissão de Desenvolvimento Urbano, da Câmara dos Deputados, com o objetivo de estimular políticas públicas eficientes na solução de problemas urbanos.

Além do prefeito carioca, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e o ex-governador do Paraná, Jaime Lerner também receberam a distinção. A escolha foi feita pela Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados.

Hildo Rocha ressaltou o dinamismo e a criatividade do prefeito Eduardo Paes, especialmente no trabalho de revitalização da parte antiga da cidade do Rio de Janeiro, por meio do projeto Porto Maravilha. “É um exemplo de solução criativa para problemas urbanos complexos”, destacou o parlamentar.

Porto Maravilha
O projeto de revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro, denominado Porto Maravilha, visa modernizar ama área de aproximadamente cinco milhões de metros quadrados, no centro da cidade beneficiando os bairros Saúde, Gamboa e Santo Cristo e parte do Centro, Cidade Nova, Caju e São Cristóvão.

A operação Urbana Porto Maravilha inclui: a construção de 4,8 km de túneis; reurbanização de 70 km de vias e 650.000 m² de calçadas; reconstrução de 700 km de redes de infraestrutura urbana (água, esgoto, drenagem); a implantação de 17 km de ciclovias; plantio de 15.000 árvores; e demolição do Elevado da Perimetral (4,8 km);

Mobilidade urbana
Outra importante obra que compõe o conjunto de ações de modernização da área é a implantação de 28 quilômetros Veículo Leve sobre Trilhos que ligará a Região Portuária ao centro financeiro da cidade e ao Aeroporto Santos Dumont por meio de seis linhas com 42 paradas, sendo quatro em estações na Rodoviária, Central do Brasil, Barcas e aeroporto. O sistema será integrado ao Metrô, trens metropolitanos, Barcas, BRT’s, rede de ônibus convencionais, Teleférico da Providência e ao Aeroporto Santos Dumont. O sistema de pagamento inclui a utilização do Bilhete Único Carioca de transporte.

A capacidade do sistema chegará a 285 mil passageiros por dia. Cada carro poderá transportar até 415 passageiros e o intervalo entre os VLTs poderá variar entre três e 15 minutos, conforme a linha e horário. A velocidade média prevista para o trânsito do VLT no Rio é de 17 km/hora.

Categoria empresarial
Foram premiadas na categoria empresarial: as Organizações Globo, pelo programa "Cidades e Soluções"; a Riocard, responsável por implantar o bilhete único intermunicipal no Rio de Janeiro; e a Agência Goiana de Habitação.

Seminário Internacional
A entrega do Prêmio Lúcio Costa fez parte da programação do 3º Seminário Internacional Mobilidade e Transportes (SIMT), parceria entre a Comissão de Desenvolvimento Urbano e a Universidade de Brasília (UnB), cujo tema é "visão integrada de mobilidade, uso e ocupação do solo".

O encontro reúne pesquisadores de Espanha, Holanda e Venezuela; além de gestores públicos, empresários, industriais e acadêmicos. Os debates, acerca de políticas para a mobilidade e para o uso e a ocupação do solo poderão servir para orientar gestores públicos sobre investimentos, obras e melhorias da mobilidade sustentável nas áreas urbanas. O evento, que acontece em Brasília, será encerrado na próxima sexta-feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário