quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Câmara federal realizará Sessão Solene em homenagem ao Bumba-meu-boi


Por iniciativa do deputado Hildo Rocha, a Câmara federal irá realizar Sessão Solene em homenagem ao Bumba-meu-boi. O parlamentar disse que a manifestação possui inestimável valor artístico, cultural e social. “Além do aspecto lúdico o Bumba-meu-boi exerce influência na economia, gera empregos para inúmeras categorias profissionais envolvidas nas apresentações”, argumentou. “Por tudo isso, em 2011, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) elevou o Bumba-meu-boi ao status de Patrimônio Cultural do Brasil”, enfatizou.

Fusão de ritmos e tradições
A manifestação agrega elementos culturais de origem africana, europeia, e indígena. A presença de valores religiosos, a devoção a São João, São Pedro e São Marçal e elementos de cultos religiosos afro-brasileiros fazem do Bumba-meu-boi do Maranhão uma manifestação rica em ritmos, cores, indumentárias, e adereços. “A fusão de tantos ingredientes dá origem a uma das mais espetaculares manifestações da cultura popular do Maranhão”, destacou Rocha.

Denominações
A brincadeira existe nos estados do Norte, do Nordeste do Centro-Oeste e Sudeste. Porém, a manifestação incorpora características e denominações diferentes. Alguns exemplos: Boi-calemba, boi-bumbá, boi de reis, boi-zumbi, folguedo-do-boi, dança-do-boi, boi-de-mourão ou boi-mamão. No Maranhão o Bumba-meu-boi possui cinco estilos de “sotaques”: matraca; orquestra; zabumba; baixada; e costa de mão.

Enredo
As apresentações têm como enredo a morte e a ressurreição de um boi especial. Pai Francisco, escravo de confiança do patrão, mata o boi e arranca a língua do animal para satisfazer os desejos da sua esposa grávida, Mãe Catirina.

Revoltado, o dono do boi ordena aos vaqueiros, caboclos guerreiros e índios que prendam Pai Francisco e o levem de volta para a fazenda. Para não morrer em decorrência dos castigos aplicados pelo patrão e se redimir do crime, Pai Francisco se vê forçado a ressuscitar o animal. Com a ajuda de um doutor e muita reza o precioso boi ressuscita e volta a urrar. Dai em diante tudo é festa.

Homenagem
Com o objetivo de homenagear essa importante manifestação da cultura maranhense, o deputado Hildo Rocha propôs a realização de Sessão Solene que será realizada no próximo dia 13, às 11 horas, no Plenário Ulysses Guimarães, da Câmara Federal, em Brasília. A solenidade terá a participação de folcloristas, brincantes e cantadores de Bumba-meu-boi, e personalidades ligadas à cultura do país e do Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário