sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Noticias da Semed Imperatriz

Equipes gestoras das escolas da rede municipal de Imperatriz alinham ações para ano letivo 2016

Com o objetivo de planejar e alinhar ações em toda a rede municipal de ensino de Imperatriz; a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) realiza reuniões nos dias 27 e 28 de janeiro com as equipes gestoras das unidades escolares. A reunião, sob coordenação dos departamentos: Pedagógico e Jurídico, tem como pauta: Gestão escolar- Limites e Possibilidades.
“Estamos alinhando ações e discursos para o ano letivo 2016 com todos que compõe as equipes gestoras de cada unidade escolar: gestor, vice-gestor, coordenador pedagógico, supervisor e orientador educacional. Abordamos nestes encontros, os limites e as possibilidades de ações nas dimensões financeira e humana. A proposta é que a equipe decida as ações dentro da escola de maneira democrática. Assim, juntos devem planejar, controlar, avaliar e prestar contas de forma transparente para toda a comunidade”; explicou Cleres Carvalho, secretária adjunta de ensino de Imperatriz.
Além das questões pedagógicas da gestão escolar, o encontro teve espaço para questionamentos jurídicos com o advogado Dr. Enoque Cavalcante, que abordou questões legais em que se baseiam a gestão escolar como: portarias, leis, regimento escolar, além de dúvidas sobre prestações de contas.

A rede municipal de Imperatriz
A SEMED de Imperatriz é responsável por 156 unidades escolares entre creches e escolas na zona urbana e rural. Para atendê-las, a Secretaria de Educação tem os seguintes departamentos e gestores: Pedagógico (Anos Iniciais e Finais), Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), Setor Infantil, Inspeção Escolar, Serviço de Orientação Educacional (SOE) e Acompanhamento Escolar, Assessoria Pedagógica, Educação Física, Comissão Municipal de Ciência e Tecnologia (COMCITEC), Apoio ao Educando, TV Escola, Mídias na Escola, Universidade Aberta do Brasil (UAB), Biblioteca Municipal, Setor de Inclusão e Atenção à Diversidade, Educação para as Relações Etnicorracias, Projetos Especiais, Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), Educação de Jovens e Adultos (EJA), Eventos e Fanfarras.

Luana Barros- ASCOM

______________________________________________________________

Profissionais da Rede de Saúde Mental de Imperatriz participam de intercâmbio
42 funcionários distribuídos em diversos dispositivos da rede, trocam experiências por meio das atividades desenvolvidas em cada setor

Direcionado para todos os profissionais que compõe a Rede de Saúde Mental do município, o intercâmbio “visa ampliar o conhecimento da rede de saúde mental entre seus próprios funcionários e favorecer a troca de experiências que façam surgir um novo fazer coletivo na Raps - Rede de Atenção Psicossocial de Imperatriz”, segundo explica o coordenador da Rede de Saúde Mental, Alberto Clésio.

Alberto acrescenta que este intercâmbio que teve início em novembro de 2015 e segue até junho de 2016, compreende uma série de ações além das vivências, que compreende oficinas, capacitações e seminários de avaliação. “A exemplo do intercâmbio de 2014 quando 20 funcionários da saúde mental de Imperatriz vivenciaram a rede de saúde mental de Rezende – RJ estamos dando sequência com a troca de experiências dentro dos dispositivos da nossa própria rede”, informa.

Para a secretária de Saúde, Conceição Madeira, o projeto é de suma importância, pois a partir das ações que ele executa é possível promover atualização profissional de forma que melhora as práticas do cuidado na saúde mental e fortalece as RAPs. “É uma forma de capacitar os funcionários da rede de saúde mental do município, a partir da troca de conhecimento dos seus serviços”, observa Conceição.

A secretária acrescenta ainda que os principais beneficiados com o projeto é a rede intersetorial de Saúde Mental, os profissionais, e sobretudo os familiares e usuários dos dispositivos que contarão com atendimento mais qualificado. Quanto aos principais ganhos para a população em geral com esse projeto vale destacar: Matriciamento das Unidades Básicas de Saúde pelos profissionais que realizam o  intercâmbio, Seminário com todas as Instituições; e, Socialização do Relatório final com os demais profissional de rede mental e atenção básica.

Participam do intercâmbio os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS III, CAPS/AD E CAPS/IJ), Residência Terapêutica, Ambulatório, Consultório na Rua, Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF) e Hospital Municipal (HMI Socorrão).

Maria Almeida -  ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário