sexta-feira, 20 de maio de 2016

Hildo Rocha preside Sessão Solene em homenagem aos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem



Para comemorar o Dia dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, a Câmara dos Deputados realizou Sessão Solene que foi presidida pelo deputado federal Hildo Rocha (PMDB/MA). O evento foi requisitado pelo parlamentar maranhense e pela deputada Carmem Zanotto (PPS/SC).

O Presidente do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF, João Cardoso da Silva e o vice-presidente da entidade, Jorge Vianna, participaram do evento que também foi prestigiado por Ângela Maria Alvares, Presidente da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEN) e por Ipê Onã Silva, Presidente da Academia Internacional de Poetas e Escritores de Enfermagem. “Solicitamos esta homenagem por acreditar que esses profissionais destacam-se dos demais ao lidarem todos os dias de forma intensiva com pessoas necessitando de cuidados especiais de saúde”, destacou Rocha.

Dedicação
O parlamentar ressaltou que os auxiliares e técnicos de enfermagem ficam muito mais tempo com os pacientes do que os próprios médicos embora nem sempre recebam o devido reconhecimento por sua dedicação e responsabilidade perante os demais profissionais de saúde.

“Além do conhecimento técnico, o exercício da atividade demanda cuidado emocional, disposição para se doar, para estar presente e disponíveis para proteger, preocupar-se, compreender respeitar, confortar, se solidarizar e dar segurança aos pacientes assistidos”, destacou o deputado.

Entrosamento
Hildo Rocha disse que os técnicos e auxiliares de enfermagem são, provavelmente, os funcionários mais importantes para o bom entrosamento da equipe multiprofissional de todas as unidades de saúde, públicas e particulares. “O bem-estar dos usuários das unidades de saúde depende, fundamentalmente, desses profissionais que fazem a integração de médicos, pacientes e pessoal de apoio”, declarou.

Baixos salários
Rocha enfatizou que a jornada de trabalho é grande e os salários pagos aos auxiliares e técnicos de enfermagem é sempre abaixo do aceitável. “As condições de trabalho tornam esses profissionais propensos a acidentes, especialmente por materiais perfuro cortantes responsáveis por 84% das ocorrências”, destacou.

O deputado disse que por causa dos riscos inerentes à atividade, desde 1955 muitos projetos de lei tentam reduzir a jornada para 30 horas semanais. “Mais do que isso é inadequado”, declarou.

Reconhecimento
Rocha disse que passou a admirar a categoria observando o trabalho de todos os profissionais da área de saúde. “Eu pude perceber que sem os auxiliares e técnicos de enfermagem de nada adiante ter o médico, o nutricionista e os demais profissionais, que também são importantes”, declarou.

Segundo o parlamentar, os técnicos e auxiliares de enfermagem prestam relevantes serviços ao povo brasileiro e não são reconhecidos. “Por isso, nós vamos lutar para que esta categoria faça parte dos Conselhos Regionais e Federais de Enfermagem”, afirmou Hildo Rocha.



Nenhum comentário:

Postar um comentário