terça-feira, 3 de maio de 2016

Um gesto de cordialidade do deputado Hildo Rocha


Durante a Sessão Solene da Câmara Federal, em homenagem ao Dia Nacional do Líder Comunitário, o deputado Hildo Rocha conheceu e conversou longamente com o neto de Bernardo Sayão, o também engenheiro agrônomo Bernardo Sayão Carvalho Araújo Neto, que atualmente é  Superintendente Federal da Agricultura no Distrito Federal. 

“O avô, do Bernardo, foi um grande desbravador, o homem que o presidente Juscelino Kubitschek confiou para construir uma das grandes obras do seu governo que foi a Rodovia Belém/Brasília (BR-010)”, destacou Rocha.

Trajetória
A trajetória de Bernardo Sayão Carvalho Araújo é exemplar. Durante o governo de Getúlio Vargas, Sayão ficou responsável por implantar o modelo de colônia agrícola em Goiás. A terra era doada para incentivar a produção local. Além de organizar os lotes, Sayão construiu toda a infraestrutura do município. Por seu desempenho, no governo de Getúlio Vargas, Sayão foi eleito vice-governador do Estado de Goiás chegando a governar o estado interinamente por três meses, de 31 de janeiro a 12 de março de 1955.

Desbravador
Mas foi durante o governo de Juscelino Kubitschek que Sayão realizou a maior proeza da sua vida. Sayão trabalhava lado a lado com os operários, não deixava a construção da Rodovia Belém/Brasília andar em marcha lenta. No dia 15 de janeiro de 1959, nos trabalhos de abertura da mata, uma árvore derrubada pelos operários atingiu o barracão em que o engenheiro se encontrava.

O acidente que lhe tirou a vida, aos 57 anos de idade, aconteceu a aproximadamente 30 km de Imperatriz, cidade onde o engenheiro possuía fortes laços de amizade e era muito querido e prestigiado. Imperatriz lhe rendeu uma homenagem atribuindo a uma das suas principais avenidas o nome de Bernardo Sayão. A cordialidade com o neto de Bernardo Sayão demonstra o respeito e a admiração que o parlamentar nutre por esse respeitável personagem da história do nosso país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário