sexta-feira, 4 de novembro de 2016

II etapa da campanha de vacinação contra a Febre Aftosa 2016.


Com a presença de diversos representantes do setor produtivo rural, sindicatos, associações, empresários, fiscais e demais profissionais que atuam no segmento, foi lançado nesta terça, (01), às 10h,  na sala de reuniões da  vice-governadoria (Palácio Henrique de La Roque),  a II etapa da  campanha  de vacinação contra a  Febre Aftosa 2016.

A campanha foi lançada pelo secretário da Sagrima, Márcio Honaiser e pelo presidente da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), Sebastião Anchieta, na presença do presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão, (Faema), Raimundo Coelho, do presidente da Associação de Criadores do Estado do Maranhão (Ascem), Ivaldeci Mendonça, do presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) Júlio Mendonça, do adjunto da Sagrima, Fortunato Macêdo e do presidente do Inagro, José Ataíde, dentre demais autoridades convidadas.

Selo postal

Além da campanha, o evento serviu também para  que a   Aged  em parceria com  os Correios, lançasse oficialmente o selo comemorativo de 15 anos sem a Febre Aftosa no Maranhão, entregue individualmente aos convidados, incluindo, Raimundo Coelho.  O selo postal foi carimbado por cada um homenageado.

Ao receber o selo, Coelho disse que o momento é um marco para o setor produtivo maranhense, uma vez que o governo e instituições como a Faema, têm se empenhado na erradicação da aftosa no estado.
“A entrega do selo comemorativo nada mais é do que uma referência positiva de que o Maranhão conseguiu manter por 15 anos, seus animais saudáveis, pronto para o abate e comercialização dentro e fora do Estado”, ressaltou ele.

Para Márcio Honaiser, a campanha será de grande sucesso. “A nossa equipe é composta por profissionais esforçados, competentes e dedicados. Por isso, os  bons resultados  além, é claro, da consciência dos pecuaristas. São quinze anos de nenhum caso de aftosa no Maranhão”, pontuou o secretário estadual.

O lançamento também foi marcado pela exibição de um vídeo sobre os percursos percorridos até que o Maranhão estivesse livre da Aftosa, com ênfase na importância da manutenção da vacinação e do fortalecimento da vigilância sanitária para o crescimento econômico do Estado.

De 1º a 30 deste mês, todos os produtores maranhenses devem vacinar seu rebanho bovino e bubalino e comprovar no escritório da Aged onde a sua propriedade estiver cadastrada. Na comprovação, o produtor deve apresentar a nota fiscal da vacina, obtida junto ao fornecedor do produto e a relação dos animais imunizados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário