sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Adriano defende mais recursos para programas sociais no orçamento do governo


Destaque do processo de votação do Projeto de Lei do Orçamento Anual (PLOA/2017) do Governo do Estado, na sessão desta quarta-feira (21), na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Adriano Sarney (PV), apresentou quatro emendas ao projeto, como objetivo de beneficiar programas sociais voltados a assistência de famílias carentes (R$ 5 milhões), para a Feira da Cidade Operária (R$ 6 milhões) e projetos destinados a ações de assistência a quilombolas, indígenas e populações tradicionais do Estado (R$ 6 milhões).


A bancada governista votou contra as emendas apresentadas. São projetos cujas verbas, destinadas originalmente no PLOA/2017, constam valores na faixa de R$ 50 mil a R$ 100 mil. Com as emendas, o parlamentar propôs remanejar cerca de R$ 17 milhões, que seriam subtraídos das secretarias de Governo e de Articulação Política e Comunicação Social.

Como exemplo, o deputado ressaltou um item do PLOA/2017 que destinou recurso de apenas R$ 100 mil para programas sociais, como o de assistência a famílias carentes, em comparação à pasta de Articulação Política e de Comunicação Social, sob o comando do secretário Márcio Jerry, tem um orçamento na faixa de R$ 58 milhões, sendo que uma fatia de R$ 23,5 milhões estava destinada para divulgar ações do Maranhão.

“É um grande contraste do governo comunista de Flávio Dino (PCdoB), que tanto se gaba de programas como o de Inclusão Socioprodutiva Mais Renda e Cidadania, um programa Assistência às Famílias Carentes, para o qual o governador destinou apenas R$ 100 mil, mas ao mesmo tempo vai destinar R$ 23 milhões para o secretário Márcio Jerry”, declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário