segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Companhia alerta sobre os perigos de acidentes com quebra de poste



 Itamar Guará teve fornecimento de energia interrompido devido um acidente envolvendo a quebra de quatro postes

Em 2014 foram 615 postes danificados por colisão, em 2015 o número caiu para 539. Já em 2016 foram registrados 424 acidentes, mais de 100 a menos que no ano anterior. Apesar dos números divulgados pela Companhia que atua no Maranhão apontarem redução nos números com acidentes que envolvem quebrem de postes, o ano de 2017 começou com acidentes sérios em Imperatriz, nesta semana o caso que aconteceu no bairro Itamar Guará resultou na quebra de quatro postes, deixando o bairro sem energia elétrica por várias horas. 

As equipes da Companhia trabalharam intensamente para restabelecer a energia com segurança, em caso de presenciar um acidente com quebra de poste é importante isolar; não se aproximar e nem deixar que os outros se aproximem, por medida de segurança. O consumidor deve ligar imediatamente para a Central de Atendimento 116 informando o local com ponto de referência.

Cuidado na via - O motorista deve tomar cuidado ao dirigir em pistas molhadas e ficar atento na estrada, deixando sempre o celular no silencioso assim evitando multas por infração gravíssima e acidentes. Além da embriaguez, parte dos acidentes envolvem distrações visuais: quando o condutor desvia o olhar da via para ler mensagem ou atender ligação, cognitivas: como quando se está falando ao telefone e deixa de prestar atenção no trânsito, físicas: quando o motorista tira uma das mãos do volante para executar tarefas como digitar números ou mensagens auditivas: a atenção do motorista volta-se para os sons do telefone, provocando perda de percepção auditiva de uma sirene ou buzina.

A Cemar investe em defensas nas áreas em que há mais ocorrências de acidentes com quebra de postes. Essas defensas são elementos de concreto na frente dos postes (atualmente elas são feitas com manilhas recheadas de areia), cujo objetivo é amortecer o impacto da colisão dos veículos em acidentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário