sexta-feira, 17 de março de 2017

Governo confirma pleito do deputado Léo Cunha e garante pavimentação asfáltica em Carolina



A iniciativa do deputado Léo Cunha (PSC) em propor ao Governo do Estado a pavimentação da Avenida Brasil, no município de Carolina, Região Tocantina, foi atendida pelo secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto. A obra é um sonho antigo da população e o asfaltamento chega graças ao empenho direto do parlamentar.

A proposição do deputado Léo Cunha de número 767/16 publicada em dezembro do ano passado, pedia a manutenção em revestimento asfáltico para a via que se encontra em estado de abandono, com a existência de buracos, muita lama no período chuvoso e poeira na época de estiagem, prejudicando a trafegabilidade dos condutores. O trecho interliga o entroncamento da BR-230 com a área central da cidade no acesso a Beira-Rio e é um eixo fundamental de deslocamento no município de Carolina, pólo turístico do Estado, e que precisa de melhorias na sua infraestrutura urbana.

O asfalto é uma das principais reivindicações dos populares, no período de chuvas, o excesso de lama atrapalha o tráfego, a estrada de piçarra está tomada por areia e mato e essa mesma estrada dá acesso a uma escola.

“O secretário Clayton nos informou que a secretaria está fazendo a licitação do Programa Mais Asfalto e inserirá o pleito nas demandas mediante a nossa solicitação. Nosso sentimento é de alívio, pois sei do quanto o povo daquela região têm sofrido com o lamaçal, falta de sinalização e pavimentação que prejudicam estudantes e veículos que precisam passar por ali diariamente”, ressaltou o deputado Léo Cunha.

O deputado afirmou que assim que for assinada a ordem de serviço para início das obras, irá acompanhar de perto os trabalhos, cobrando junto ao Governo do Maranhão a celeridade em sua conclusão. “Carolina merece este grande investimento, é muito gratificante levar mais conforto e qualidade de vida para a população. Este ano teremos mais conquistas para o município, o trabalho continua”, assinalou Léo Cunha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário