quinta-feira, 20 de abril de 2017

Artigo


O Profissional da Contabilidade comemora o seu dia, 25 de abril, com visão de futuro
 * Por Antonio Eugenio Cecchinato

No próximo dia 25 de abril, a classe contábil brasileira comemora o Dia do Profissional da Contabilidade. Este é o 91º ano que a data é festejada, desde que foi instituída pelo senador contador João Lyra Tavares, em 1926. Em seu pronunciamento, ele propôs regulamentar a profissão, bem como ensinar os fundamentos contábeis nas escolas, já que, na época, não se consideravam as funções contabilísticas, suas causas e efeitos. Como triunfo, seus propósitos foram alcançados dias depois, por meio do Decreto nº 17.329, de 28 de maio de 1926, que criou o ensino da Contabilidade, dando início à Escola de Comércio no País.  
Na sequência, em 1931, por meio do Decreto nº 20.158, foram criados diversos cursos contábeis, entre eles o de perito-contador e o de guarda-livros. Em 1945, com o Decreto-lei nº 7.988, foi concebido o curso de Ciências Contábeis e Atuariais, quando os profissionais passaram a ser intitulados "Contadores". Não é à toa que o senador João Lyra Tavares recebeu, com mérito, o título de patrono da Contabilidade brasileira. 
Passados 91 anos, temos um duplo motivo para comemorar: o primeiro é que a profissão cresceu tanto que hoje agrega mais de 530 mil profissionais em todo o Brasil, atuantes nas empresas, nos governos, na auditoria, na perícia, nas faculdades... O segundo motivo é que o maior número deste universo se encontra no Estado de São Paulo: mais de 180 mil trabalhadores. Isso comprova a nossa importância enquanto classe profissional. 
Esta evolução não deve ser medida apenas pelos números. O Profissional da Contabilidade é peça chave para a tomada de decisão de empresas de todos os portes e segmentos. O contador é também um gerenciador, por organizar, planejar e orientar o que há de mais importante na vida das organizações.
 Certo é que nenhuma empresa pode perseverar sem a contribuição de um contador, pois além de gerar impostos e acompanhar a legislação diariamente, o contador cria métodos, organiza o planejamento e desenvolvimento de vários setores da empresa, calcula despesas e tem a obrigação de garantir a perfeita circulação de orientações e informações. Age assim para evitar gastos desnecessários, desperdícios, ineficiência, prejuízo à produção, retrabalho e déficit orçamentário. 
Por ser a área contábil extremamente dinâmica, com leis, decretos, instruções normativas, atos declaratórios sendo publicados quase que diariamente, o aprendizado contínuo torna-se fundamental para o desenvolvimento de qualquer atividade no segmento contábil.  
Devido à tamanha importância dos contabilistas para a economia, neste Dia do Profissional da Contabilidade, que engloba quanto os técnicos quanto os bacharéis, nós, do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo - Sindcont-SP, entidade que representa mais de 87 mil profissionais na Grande São Paulo, conclamamos a todos a darem continuidade aos seus estudos e a aplicarem seus conhecimentos em prol das empresas públicas e privadas e também das entidades do terceiro setor, pois, mais do que nunca, a Contabilidade se faz necessária para a construção de uma sociedade íntegra, ética, progressiva, cujos números venham a servir de orgulho e jamais de escândalos.
Feliz Dia do Contabilista!
* Antonio Eugenio Cecchinato é presidente do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo - Sindcont-SP.
Esse texto está livre para publicação. Se precisar de  mais informações ou quiser agendar uma entrevista entre em contato na  De León Comunicações, nos telefones (11) 5017-7604// 99655-2340 ou e-mail bruna@deleon.com.br. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário