Conheça a Câmara Municipal de Imperatriz

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Aberta XIII JAFEST ‘Memória dos últimos 15 anos’





 Com o tema: “Políticas Públicas, Cultura e Direitos Humanos: memória dos últimos 15 anos” foi aberta na tarde desta terça-feira (9), pelo Departamento de Pós-Graduação e Pesquisa da Faculdade de Educação Santa Terezinha (FEST), as atividades da XIII Jornada Acadêmica. O evento que tem como objetivo incentivar e divulgar a produção científica ocorre com vasta programação na IES entre os dias 9 a 11 de maio.
A diretora acadêmica, Conceição de Maria Botelho, em seu discurso de abertura da XIII JAFEST, destacou a relevância da FEST para a formação acadêmica dos discentes. “Transcorridos os últimos 15 anos da FEST, além das lembranças, a jovem faculdade de Educação Santa Terezinha, maranhense, imperatrizense, persistente e humana, entregou muitos profissionais, cientistas de Direito, Pedagogia, Economia, reflexão teológica e cursos complementares. A JAFEST tem uma temática reflexiva, e ‘Fazer memória é impulsionar o futuro’, e uma academia educativa como a nossa, é desafiada constantemente na área das ciências humanas e aplicadas e é nesse espírito, que declaro aberta a XIII JAFEST”, ressaltou ao abrir o evento.
O coordenador do curso de Direito, o professor mestre Ezequias Mesquita, falou em nome dos docentes da FEST, ressaltou a importância da JAFEST, destacando que é um momento importante promovido pela IES de debate e reflexão sobre uma temática relevante no âmbito acadêmico e social. “É um evento científico muito importante e estamos aqui nesta noite prosseguindo os trabalhos na JAFEST que busca trazer e reunir as pesquisas realizadas em torno do debate de uma temática central. E qual o papel da FEST dentro dessa reflexão? É abrir esse espaço, fazer com que 15 anos de história sirvam como degraus e reflexão sobre a construção social, de uma sociedade melhor, com políticas públicas efetivas. Sejam Bem-Vindos! Aproveitem o evento e mais que isso, participem dos debates e reflexões”, frisou o coordenador.
O coordenador da JAFEST, Fabrício Moura, ressaltou que a FEST vem cumprindo a sua missão e o seu papel de formar profissionais aptos a enfrentarem o mercado de trabalho. 
“Nestes 15 anos a FEST contribuiu de forma importante para o desenvolvimento da região ao formar profissionais altamente qualificados, capacitados para enfrentar os desafios das próximas décadas. Então, a faculdade contribuiu muito, sobretudo, para o desenvolvimento da região que é uma das missões da Instituição”, pontuou o docente.
A mesa redonda  de abertura das atividades da noite mediada pelo vice diretor, Kleber Alberto Lopes, foi composta pelos docentes, Fernando Reis Babilônia; William Lima Freire, José Nilson Costa de Sousa e Claudio Marcos,  docentes do curso de Ciências Econômicas, mestres em Desenvolvimento Regional, eles abordaram a temática: “Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional”. “Imperatriz em termos de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), tem um índice considerado médio, e os municípios de seu entorno precisam avançar, lembrando que o IDH, é a renda, a educação e longevidade. O Maranhão como um todo vem nos últimos anos tentando melhorar, dada a sua colação nacional, que é em última, penúltima lugar. A Região Tocantina não tem índices muito baixos, estamos em uma situação não muito ruim, mas não a ideal. Evidentemente, temos que trabalhar com políticas públicas adequadas para melhorar o desenvolvimento de toda região”, explicou um dos palestrantes da mesa redonda, o coordenador do curso de Economia da FEST, Fernando Babilônia. (Assessoria de Comunicação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário