quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Ajustes na Educação Municipal garantem avanços


As melhorias renderam reconhecimento da gestão de Imperatriz entre as 100 melhores do Brasil
Com atividades diversificadas e melhorias nas formas de trabalho, a Secretaria Municipal de Educação, Semed, em 2017 teve avanços significativos, através de medidas que possibilitaram o desenvolvimento humano e cognitivo de 43 mil alunos da rede de ensino. No começo do ano, foram contratados 668 pessoas, por meio de processo seletivo para atuar nas escolas.
Foram efetivados servidores para os cargos de professor, cuidador, zelador, assistente administrativo, instrutor de libras e de fanfarra, que supriram, de forma imediata, a necessidade de profissionais para educação infantil e ensino fundamental. Com andamento do calendário letivo, mais 129 convocados do concurso público de 2012 tomaram posse, completando o quadro do funcionalismo da Semed.
“Uma das nossas preocupações é com os servidores. Vendo a necessidade da educação, se fez necessário a contratação de mão de obra, o que teve um custo bem considerável para o município, fazendo com que as nossas despesas ficassem comprometidas, mas ao final, nós conseguimos manter a máquina funcionando e ainda trazer os concursados, mostrando nossa evolução em pouco tempo” – destacou o prefeito Assis Ramos.
Infraestrutura: Obras e reformas
Com inauguração da Creche Municipal Cantinho da Alegria, a Semed deu fim a uma espera de seis anos da comunidade do Centro Novo e Lagoa Verde, por um espaço digno para educação de seus filhos. Prédio novo, climatizado, instalações adequadas e adaptadas para atender crianças de 01 a 05 anos, a obra durou apenas seis meses, demonstrando o compromisso da gestão com o povoado e cumprindo a rigor os prazos estabelecidos com a população.
A Semed retomou a construção e entregou a comunidade duas quadras poliesportivas no Bairro Vila Vitória e no povoado KM 1700. A quadra Raimunda Oliveira Silva, no KM 1700, era uma reivindicação de 10 anos dos moradores para atender as necessidades locais, bem como de eventos populares, como a tradicional Feira do Açaí.
Também foi dada continuidade a execução de obras das escolas modelo Pro-Infância, implantadas nos bairros Bom Jesus, Itamar Guará, Recanto Universitário e Vila Mariana. Esta última, a previsão de inauguração, de acordo com o Departamento de Situação Escolar, é neste primeiro trimestre. Além disso, as escolas municipais Pedro Abreu, José de Queiroz passaram por reforma e Juracy Conceição está em fase de conclusão, com a climatização das salas. 
Em abril, o prefeito Assis Ramos assinou ordem de serviço da construção de mais duas Pro-Infância nos bairros Vale do Sol e Residencial Sebastião Régis. Iniciadas as melhorias de competência da prefeitura como terraplanagem, muro de arrimo e muro da área, logo depois houve dificuldade para tocar a construção por falta de recurso do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Incomodado com a situação, o secretário municipal de Educação, Josenildo Ferreira, precisou ir à Brasília buscar soluções para destravar os processos de financiamento das unidades escolares. “Após reunião em Brasília, no qual apresentamos todas as documentações necessárias e também comprovação pelo Sistema Simec, conseguimos retomar a obra do Sebastião Régis. Há uma equipe trabalhando no local e esperamos acelerar essa demanda” – observou Josenildo Ferreira.
Locação de imóveis
Para encerrar vício de 20 anos em alugueis dos mesmos prédios, pela primeira vez a Semed realiza chamada pública para locação de imóveis. O processo licitatório pretende suprir demanda de 81 prédios que deverão ser alugados para funcionamento das escolas municipais em 2018. A medida possibilita ampla concorrência, melhores condições dos prédios escolares e legalidade orçamentária. “É claro que aqueles prédios que já funcionam como escolas alugadas, que passarem pela licitação e tiverem aprovação na vistoria da estrutura, ficarão conosco sem problema” – complementou secretário de Educação.
Outra medida para sanar problemas tantos estruturais, quanto de gastos públicos indevidos, foi o fechamento de sete escolas municipalizadas. Com vagas disponíveis e salas ociosas em locais próximos uma das outras, a Semed, constatou que havia um gasto público indevido que poderia ser resolvido com simples remanejamento dos alunos e servidores, gerando economia anual de R$ 4 milhões de reais. Um montante que, revestido para a própria educação, garante a construção de uma escola padrão MEC.
“A situação das escolas foi só um ajuste. Não há necessidade de escolas terem 100 metros uma das outras. O importante é que não diminuímos vagas e não prejudicamos nenhum aluno. O que fizemos, se analisado de forma sensata por todos, foi a melhor saída” – pronunciou o prefeito.
Inovação
Com uma simples ideia do prefeito Assis Ramos, a Semed conseguiu envolver toda a comunidade escolar na escolha do novo uniforme dos alunos da rede. Pela primeira vez a opinião do estudante sobre o que desejava vestir foi levada em consideração, com auxílio de enquete on-line e registros de voto.  O modelo vencedor foi apresentado durante desfile da Independência na Avenida Getúlio Vargas, até final do primeiro semestre, 43 mil uniformes serão entregues gratuitamente aos estudantes.
Outra novidade implantada neste ano, para funcionamento em 2018, é o Sistema de Gestão Educacional, Geduc, o diário eletrônico. Instalado em todas as escolas, o corpo docente recebeu capacitação adequada para administração do sistema. A partir de agora, a informação dos estudantes é de domínio também dos pais ou responsáveis, facilitando o acompanhamento da vida escolar deles.
Material didático
No primeiro trimestre de 2017, a gestão investiu em material didático para crianças da educação infantil, com aquisição e entrega de mais de 10 mil livros didáticos. Os livros aprovados pelos professores pela qualidade apresentada foram obtidos com recurso do Tesouro municipal.
A Semed também ficou responsável pelos livros do Programa Correção de Fluxo, projeto “Corrigir para Avançar”. O diferencial para esta aquisição consistiu na elaboração do conteúdo realizada pela própria equipe pedagógica da secretaria, que conhece de perto as necessidades dos mais de 200 alunos atendidos.   
Ciranda Cultural
O Projeto Ciranda Cultural foi implantado para oportunizar a criação de novas estratégias pedagógicas que desenvolvam a produção de novas formas da construção do conhecimento, com ensino interdisciplinar aliado a linguagem artística. Inserido nas escolas, o projeto vem crescendo com ações que envolvem artes visuais aplicadas na fotografia; música a partir de Intervalo Musical, Festival Cultural, Desfiles Cívicos e Tocada Natalina; dança, por meio de ritmos populares e variados; produção literária, através da poesias e produção de jornal; e iniciação científica com a pesquisa.
Vários trabalhos foram desenvolvidos, a exemplo da I Mostra Científica do Projeto Ciranda Cultural, realizado no espaço da Escola Municipal Madalena de Canossa. O evento reuniu projetos científicos que ganharam destaque durante as feiras de ciências das escolas municipais, realizadas nos meses de outubro e novembro. Foram selecionados 16 trabalhos, com temas nas áreas da matemática, libras, ciências biológicas, saúde, meio ambiente, robótica, agricultura e social, de 12 unidades de ensino.  
Outros eventos de destaque foram os concursos de dança, fotografia e poesia promovidos durante a edição do 15º Salão do Livro de Imperatriz, Salimp e o V Festival Cultural de Bandas de Fanfarras das escolas municipais de Imperatriz. O Complexo Esportivo Barjonas Lobão foi palco de 21 bandas e de apresentações individuais de Mor, baliza/balizador, melhor maestro e corpo coreográfico, que buscavam reconhecimento do trabalho desenvolvido durante todo o ano, com as premiações ofertadas. 
Esporte
Aproximadamente três mil alunos participaram dos Jogos Escolares de Imperatriz em várias modalidades. Os campeões das categorias garantiram vagas nos Jogos Escolares Maranhenses e também nos Jogos Nacionais da Juventude, realizados no Distrito Federal.
Outra iniciativa do departamento de Educação Física da Semed resultou no curso de qualificação em técnicas de ensino de basquete, voleibol e handebol, para 40 professores de educação física da rede. A capacitação propôs aproximação e fomento dessas modalidades nas escolas, com o intuito de não priorizar somente esportes tradicionais como o futsal, por exemplo, e ofertar outras modalidades coletivas.
Reconhecimento
Pesquisa Nacional de Utilidade Pública apontou gestão da Educação de Imperatriz como uma das 100 melhores do Brasil, após avaliação de requisitos de excelência em gestão pública, credibilidade, infraestrutura, transparência pública, responsabilidade fiscal e comprometimento com sociedade.
“Ser escolhido como um dos melhores gestores da educação no país foi uma surpresa. Fiquei feliz, não pela indicação, mas pelo reconhecimento do trabalho realizado neste primeiro ano de gestão. Sabemos que ainda estamos engatinhado, contudo conseguimos grandes melhorias, possível somente pelo esforço de todo o funcionalismo da Semed, que fez sua parte e doou o melhor de si” – reconheceu o secretário municipal de Educação.
(Sara Ribeiro - ASCOM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário