sábado, 17 de fevereiro de 2018

Banco de sangue e prejudicado pela demora em ser liberado para uso.


Com a transferência  para São luis da amostra de sangue coletados no Hemomar de Imperatriz tem prejudicado o uso do sangue no banco local. É que ao ser coletado no hemomar por um doador é feita uma amostra e enviado por São Luis que demora três dias para dar o resultado se pode ou não ser usado por hospitais e clinicas.
O alerta foi feito ontem por uma enfermeira do Hospital Municipal, que preferiu manter o anomimato, o relato dela foi bastante comentado nas redes sociais e disse o seguinte:
“Precisamos com urgência de um laboratório dentro do hemomar em Imperatriz, que libere os resultados imediatamente das bolsas de sangue. Tais exames eram feitos aqui, mas agora não temos mais o laboratório e então temos que esperar os resultados vindos de São Luís, o que ocasiona na demora  para a distribuição de sangue e, muitas vezes, na perda do mesmo”.
De acordo com a nota, por ser uma cidade polo, a cidade atende toda a região, assim como recebe pacientes e cobrou uma solução do governo do estado, sobre o assunto.”É preciso ver  junto ao governo do estado essa questão, pois somos a segunda maior cidade do estado e pólo na área de saúde. Imperatriz não pode ficar dependente dessa logística, portanto, é fundamental esse laboratório instalado aqui”.
É de extrema importância a doação, que vem sendo feita a contento pela nossa população. Porém, é preciso que o processo de análise também seja satisfatório e célere. Fica o alerta
Para se ter uma idéia, as plaquetas de sangue duram apenas cinco dias e com a demora na liberação do sangue coletado de três dias, restam apenas dois para que seja utilizado. O diretor do Hemomar, foi procurado ontem pela reportagem e seu celular estava na  caixa postal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário