sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Mais de 400 pessoas participaram das oficinas do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos

Comunidade da zona urbana e rural foram beneficiadas e apresentaram sugestões de melhorias

por Sara Batalha

As oficinas comunitárias, que fazem parte da elaboração do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Imperatriz, ocorreram em seis eventos, de 6 a 10 de fevereiro, abrangendo todo o território municipal, com objetivo de ouvir a situação atual relacionada ao lixo, em diferentes pontos das zonas urbana e rural. Durante os encontros, a população propôs melhorias para seus bairros, levando em consideração as responsabilidades de cada setor, tanto o poder público quanto a comunidade em geral, incluindo empresas, indústrias e associação de catadores.
Segundo a secretária de Meio Ambiente, Rosa Arruda, "mais de 400 pessoas puderam dar a sua opinião e participaram de cada uma das seis oficinas de maneira prática, atuante e realista quanto à situação atual do município, em relação aos serviços relacionados ao lixo", explicou. De acordo com ela, foram realizadas as leituras técnicas, onde, com a participação de todos os órgãos envolvidos com os sistemas de limpeza pública, como a Secretaria de Infraestrutura e a Superintendência de Limpeza Pública, se teve acesso aos gastos públicos com o lixo, somando-se as leituras comunitárias, tem-se um diagnóstico preciso sobre a cidade.
Allison Daniel, assessor de projetos especiais da Secretaria de Meio Ambiente, explica que "além disso, as próximas etapas buscarão a elaboração de programas e projetos que visem a adequação de Imperatriz com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, tema de grande importância para o contexto da coleta seletiva, reciclagem e limpeza pública". Ele informa que o principal objetivo é a adequação do município à legislação e a participação popular na administração pública, com a continuidade do PMGIRS irá propor novas formas de organização e sistematização sobre o lixo gerado.
A participação dos representantes da Câmara foi marcante. Os vereadores Aurélio Gomes (PT) , Adhemar Freitas (PSC), Zeziel Ribeiro (PSDB) e Alberto Souza (PDT) marcaram presença em duas ou mais oficinas, tanto na zona urbana quanto rural. De acordo Maria do Socorro,presidente da associação de moradores dos povoados Matança, Açaizal e Esperantina, as oficinas foram uma oportunidade de expor a situação da zona rural. "Os encontros foram extremamente positivos e uma oportunidade para falarmos de pautas positivas e negativas relacionadas ao lixo, sobre o que acontece no nosso povoado e também foi tratado sobre a preservação ambiental", destacou. Ela informou que antes o carro de lixo não passava na zona rural, mas que agora está passando uma vez por semana. 
Próximos passos 
O Plano de Resíduos Sólidos em elaboração terá como próximo passo, a proposição de melhorias para os serviços relacionados ao manejo de lixo e limpeza pública municipal, levando em consideração as contribuições feitas pela população nas oficinas comunitárias. A partir disso, serão elaborados programas, que são ações vinculadas aos diferentes setores e tipos de resíduos, desenvolvidas para cada segmento responsável pela geração, acondicionamento adequado e destinação dos resíduos sólidos, envolvendo todo o contexto da coleta seletiva e reciclagem como opções prioritárias para o lixo doméstico e comercial. 
Após a elaboração dos programas e das propostas de melhorias dos serviços, estes serão novamente entregues para serem avaliados pela comunidade, que poderá concordar ou não com as ações indicadas e sugerir possíveis alterações. Posteriormente, será feita uma audiência pública geral para a aprovação e inclusão das contribuições apresentadas pela população no Plano, e em seguida formalizado e submetido às autoridades, onde a Prefeitura irá encaminhar o projeto do Plano de Resíduos Sólidos para a Câmara de Vereadores, visando sua aprovação em forma de Lei. De acordo com Allison Daniel, este processo irá ocorrer entre os meses de fevereiro, março e abril de 2018, até sua entrega para aprovação na Câmara Municipal.


Nenhum comentário:

Postar um comentário