terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Prefeitura alarga calha da grota no Parque Alvorada


Medida evitará alargamentos com fluxo d’água desobstruído

por Gil Carvalho

A Prefeitura iniciou o alargamento da calha da “grota da Infraero”, que passa pelos bairros da Vilinha e Parque Alvorada I nessa segunda-feira, 26. Serviço executado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, Sinfra, engloba aprofundamento, limpeza, desobstrução e recolhimento de entulhos.
Desde a semana passada, força-tarefa integrada pela Infraestrutura, Defesa Civil e Planejamento Urbano realiza vistorias e notificações para desobstrução de muros, aterros e calçadas construídas irregularmente naquela região, impedindo o curso normal da água da “grota da Infraero”.
Além da limpeza no leito do córrego, a Sinfra deslocou uma escavadeira hidráulica, caçambas e homens para alargamento e remoção de entulhos do leito da grota, visando melhorar o fluxo d’água, evitando enchentes em diversos pontos dos bairros da Vilinha e do Parque Alvorada.
De acordo com o secretário de Infraestrutura, Francisco Pinheiro, a determinação do prefeito Assis Ramos é minimizar transtornos aos cidadãos que residem nas proximidades do leito do riacho. “Temos realizado levantamento para execução de projetos de drenagem profunda para viabilizarmos recursos junto aos governos estadual e federal e resolvermos esse problema nos bairros da Vilinha e Parque Alvorada”, garantiu.
O aposentado Alonso Baiano acompanha com satisfação o trabalho realizado em seu bairro, e observou que “os donos de casas que construíram irregularmente imóveis ‘em cima do leito’ deveriam ser notificados e removidos, pois estão prejudicando dezenas de moradores”.
“Se a prefeitura fosse fazer outro tipo de serviço no leito, teria que derrubar metade dessas casas construídas irregularmente”, diz ele, que destacou a iniciativa do Município em ‘abrir o leito’ da grota.
O lavrador Sebastião Almeida, que reside há 12 anos no Parque Alvorada I, também lembra que o canal da grota era mais largo, porém com o surgimento de construções irregulares acabou aterrando o leito e provocando alagamentos durante o período invernoso. “É boa iniciativa essa da prefeitura em alargar esse riacho para acelerar o curso da água”, finalizou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário