sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Presidente Michel Temer anuncia estudos para integração dos rios São Francisco e Tocantins

  
O presidente Michel Temer informou nesta sexta-feira (02) que vai assinar a autorização dos estudos para integração das bacias do São Francisco com a Bacia do Tocantins. O anúncio foi feito durante a cerimônia de entrega da Estação de Bombeamento 2 (EBI-2) do Eixo Norte do projeto de transposição do Rio São Francisco, em Cabrobó, Pernambuco.
Segundo o governo, a segunda estação de bombeamento do Eixo Norte, em Cabrobó vai reforçar o abastecimento a 9,2 mil habitantes do município. Com a obra, a água do Rio São Francisco será elevada a 58,5 metros, o equivalente a um prédio de 19 andares. A expectativa é que, até o fim deste ano, mais de 7 milhões de pessoas nos estados de Pernambuco, do Ceará, da Paraíba e do Rio Grande do Norte sejam abastecidas pelas águas do São Francisco.
Cabrobó / PE - Presidente da República, Michel Temer, durante cerimônia de Inauguração da 2 Estação de Bombeamento do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Beto Barata/PR)
Números – Acompanhado do ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) e do vice-governador de Pernambuco, Raul Henry, Temer voltou ressaltar, desta vez, para uma plateia de prefeitos e trabalhadores da região, os resultados da política econômica do governo como a redução da taxa básica de juros, que caiu de 14,25% para 7%, e a inflação de 2,95%.
Michel Temer também voltou a falar sobre a importância da aprovação da reforma da Previdência. O presidente lembrou que nada mudará para os trabalhadores rurais e para os assistidos pelo benefício de prestação continuada (BCP).
O presidente esclareceu que apenas quem ganha mais de R$ 5.645 por mês sentirá os efeitos da reforma. “Nós queremos igualar os servidores públicos, que muitas vezes se aposentam com R$ 30 (mil), R$ 33 mil com os trabalhadores da iniciativa privada, ou seja, todos vão se aposentar com R$ 5.645, inclusive a classe política”, explicou.
(Agência Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário