terça-feira, 24 de abril de 2018

Apresentada proposta de criação do Centro Cultural do MPMA



Em reunião realizada na sala dos órgãos colegiados, na sede da Procuradoria Geral de Justiça, em São Luís, nesta segunda-feira, 23, o diretor da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Raimundo Nonato Leite, apresentou aos membros da administração superior o projeto de criação do Centro Cultural do Ministério Público do Maranhão.

A proposta é criar um espaço para produção e difusão das artes e cultura, envolvendo ações institucionais, especialmente as coordenadas pelos Centros de Apoio Operacional nas áreas de meio ambiente, educação, infância e juventude, probidade administrativa, direitos humanos, saúde, idoso e pessoa com deficiência, criminal e consumidor.

Além desses eixos, o Centro Cultural tem como proposta dar visibilidade ao trabalho do MPMA com base no planejamento estratégico e ampliar a relação com a comunidade. O equipamento cultural vai funcionar na antiga sede da PGJ, no Centro de São Luís, mesmo prédio a abrigar a Escola Superior, os Centros de Apoio, Memorial e algumas Promotorias de Justiça especializadas da capital.

Esse espaço vai permitir a convergência de ações culturais que contribuam com uma relação mais próxima dos cidadãos, especialmente os moradores do Centro Histórico e demais comunidades abrangidas pelo patrimônio histórico e arquitetônico federal e estadual”, avaliou Nonato Leite.

Em seguida, o analista ministerial Francisco Colombo, da Coordenadoria de Comunicação, apresentou os objetivos específicos do Centro Cultural, a exemplo da ampliação dos canais de diálogo com os cidadãos; promoção do Plano Estratégico do MPMA, por meio de ações culturais e divulgação da produção cultural e artística maranhense.

A concepção do Centro Cultural leva em consideração o trabalho em sinergia com setores ministeriais e os órgãos de execução, a exemplo da Escola Superior, Secretaria para Assuntos Institucionais, Memorial, Diretoria Geral, dentre outros”, explicou Colombo.

Na avaliação do procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, a criação de um espaço cultural demonstra o interesse da administração superior em se aproximar ainda mais dos cidadãos e prestigiar o talento local. “O Conselho Nacional do Ministério Público, em pesquisa realizada no ano passado, atestou que a população ainda desconhece as funções e o trabalho desenvolvido pela instituição. Nós temos que interagir, cada vez mais, com a sociedade. A cultura será um instrumento estratégico para difundir as ações e projetos do Ministério Público maranhense”.

A opinião é compartilhada pelo corregedor-geral do MPMA, Eduardo Jorge Hiluy Nicolau, que elogiou a iniciativa do espaço cultural. “Precisamos ficar juntos da sociedade ou ficaremos alienados”.


Redação e fotos: Johelton Gomes (CCOM-MPMA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário