domingo, 6 de maio de 2018

PSDB voltou a ser partido no Maranhão após três anos sendo um "puxadinho do PCdoB", diz Sebastião Madeira

Madeira (centro com Alckmin) diz que PSDB agora é partido no Maranhão
Ao discursar na manhã deste sábado (05), no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana o ex-prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira, diante da multidão estimada em cerca de 3 mil pessoas, disse que agora o PSDB voltou a ser partido no Maranhão depois de ter funcionado três anos como um "puxadinho do PCdoB", numa referência ao fato do ex-presidente Carlos Brandão, que é vice-governador, ter trabalhado para não mostrar a independência da legenda.

Madeira disse ainda que o evento serviu para desmentir aqueles que diziam estarem os tucanos condenados a desaparecer no Maranhão depois da saída de Brandão e a entrega da legenda ao senador Roberto Rocha. "O partido fez foi crescer", bradou, lembrando na Assembleia Legislativa, onde havia dois deputados, Neto Evangelista (licenciado porque era secretário de Desenvolvimento Social) e Sérgio Frota, agora são três: Alexandre Almeida, Graça Paz e Wellington do Curso, enquanto na Câmara Federal, onde estava sem representação desde a morte de João Castelo, agora são dois: Waldir Maranhão e José Reinaldo Tavares.

O ex-prefeito recordou que para tirar o PSDB do controle do governo, montou barraca em Brasília (DF), mas chegou a imaginar que sua luta seria em vão até que conseguiu convencer o senador Roberto Rocha (então no PSB) a voltar para a legenda e se credenciar ao Governo do Estado, movimento que teve apoio do ex-governador paulista Geraldo Alckmin e do senador Tasso Jereissati (do Ceará), que presidiu interinamente a legenda após o afastamento de Aécio Neves. "Agora estamos prontos é para ser governo", disse Sebastião Madeira", entusiasmado com a candidatura de Roberto Rocha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário