segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Presidente estadual do PDT esconde Ciro Gomes e associa seu nome a Fernando Haddad para se viabilizar ao Senado

Do blo do Aquiles Emir

Se depender do PDT do Maranhão, Ciro Gomes pode esquecer seu projeto de se eleger presidente da República, pois nem mesmo o presidente do diretório estadual, deputado federal Weverton Rocha, quer associar seu nome ao do presidenciável.

Candidato a senador da República, em sua propaganda Weverton se apresenta como o "senador do Lula", numa referência ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso em Curitiba (PR) cumprindo pena após condenação por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Não bastasse a referência ao ex-presidente, o candidato a sucessor de Michel Temer que aparece no material de propaganda do deputado pedetista é Fernando Haddad (PT), que neste momento faz com Ciro o mesmo tipo de campanha feito por Dilma Roussef em 2014 contra Marina Silva (Rede) a fim de tirá-la do segundo turno para que o embate fosse com Aécio Neves (PSDB). O sonho de Haddad neste momento é uma disputa com o tucano Geraldo Alckmin.

É verdade que outros candidatos escondem os presidenciáveis dos seus partidos, como é o caso de Edison Lobão (MDB), que não faz nenhuma associação a Henrique Meirelles; Sarney Filho, que sequer menciona Marina, apesar do seu vice, Eduardo Jorge, ser do PV; e Eliziane Gama (PPS), cujo partido está na coligação com Geraldo Alckmin (PSDB), mas nenhum destes apoia candidato de outra legenda, como faz ostensivamente Weverton Rocha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário